Em meio a crise no Brasileiro, Atlético-Go faz seu primeiro jogo internacional

Lanterna do Nacional, time goiano vai ao Chile para enfrentar a Universidad Católica pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana

Gazeta |

Site oficial
Felipe, atacante do Atlético-GO

Pela primeira vez na sua história, o Atlético Goianiense vai disputar uma partida internacional. O time goiano vai enfrentar a Universidad Católica, do Chile, nesta quarta-feira, às 20h15 (de Brasília),em Santiago, pelas oitavas de final da Copa Sul-americana.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O técnico Artur Neto tem conversado com os jogadores sobre o confronto internacional. O técnico pediu que eles encarem a partida como uma grande oportunidade para que a equipe ganhe uma motivação diferente. Ele disse que um bom resultado pode servir para devolver a confiança ao grupo e melhorar a situação da equipe no Campeonato Brasileiro. A equipe rubro-negra ocupa a lanterna de competição e está muito ameaçada de ser rebaixado para a segunda divisão.

O técnico Artur Neto já tem experiência na competição. Em 2010, ele era o treinador do Goiás e conseguiu levar a equipe à final da competição, depois de eliminar Avaí e Palmeiras, sendo derrotado na decisão pelo Independiente, da Argentina.

Para o jogo diante dos chilenos, o Atlético não poderá contar com o lateral direito Rafael Cruz, que se lesionou. Ele será substituído por Adriano, devolvido pelo Atlético-PR depois de seis meses defendendo o time no Brasileiro da Série B.

O atacante Ricardo Bueno, já recuperado da lesão muscular que o tirou das últimas partidas do time goiano, viajou com a delegação. A intenção de Artur Neto é colocar o jogador no banco de reservas e utilizá-lo no segundo tempo. O resto da equipe deve ser a mesma que foi derrotada pelo Náutico, no último sábado, nos Aflitos.

O adversário do Atlético-GO também vem de um resultado negativo. A Universidad Católica perdeu para o Colo Colo pelo Campeonato Chileno, mas promete atacar a equipe brasileira para abrir vantagem, logo na primeira partida. O técnico Martin Lasarte disse que tem poucas informações sobre o adversário, mas pediu muita atenção aos seus jogadores.

"Uma equipe brasileira é sempre muito perigosa. A gente tem que jogar com seriedade durante os 90 minutos para alcançar nossos objetivos", explicou. Já o meia Tomás Costa, um dos destaques da equipe, disse que viu algumas imagens do Atlético-GO, e disse que isso foi suficiente para ter noção do potencial do adversário, grande o suficiente, segundo ele, para surpreender os chilenos em casa.

FICHA TÉCNICA
UNIVERSIDAD CATOLICA X ATLÉTICO-GO

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago (CHI)
Data: 03/10/2012
Horário: 20h15 (de Brasília)
Árbitro: Enrique Caceres (Fifa-PAR)
Assistentes: Rodney Aquino (Fifa-PAR) e Cesar Franco (Fifa-PAR)

UNIVERSIDAD CATOLICA: Cristopher Toselli; Michael Rios, Enzo Andia, Martínez e Matias Pérez; Fernando Meneses, Tomás Costa, Sixto Peralta e Francisco Silva; Fernando Cordeiro e Álvaro Ramos
Técnico: Martin Lasarte

ATLÉTICO-GO: Márcio, Marcos, Gustavo, Reniê e Eron; Pituca, Dodó, Ernandes e Danilinho; Diogo Campos e Patric
Técnico: Artur Neto

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG