Sob pressão da torcida, Conselho decide sobre "Diretas Já" palmeirense

Protesto de torcedores favoráveis à mudança foi marcado pelas redes sociais; mesmo que aprovado nessa segunda, novo modelo de eleição só deve começar a valer a partir de 2015

Gazeta |

AE
Torcida do Palmeiras vem fazendo campanha por eleições diretas no clube

Em meio à luta do time contra o rebaixamento no Brasileiro, o Palmeiras pode dar na noite desta segunda-feira o mais importante passo para uma das mudanças mais cobradas no clube. O Conselho Deliberativo votará se aprova eleições diretas para definir a presidência a partir de 2015.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

E os conselheiros já sabem que enfrentarão uma forte pressão para a alteração estatutária. Com convocações em redes sociais, está marcado para começar às 18h30 (de Brasília) em frente à Academia de Futebol um manifesto cobrando a adoção das eleições diretas. A reunião do Conselho está marcada para iniciar às 19 horas.

Leia mais: Fora da capital, Kleina pede que clube adote só uma cidade como casa

Apesar da expectativa, a mudança ainda não será definitiva mesmo no caso de aprovação dos conselheiros. Por um acordo com o presidente do Conselho Deliberativo, José Ângelo Vergamini, o formato, mesmo que aprovado, não será usado no próximo pleito, marcadas para janeiro de 2013. As diretas só poderão ser utilizadas a partir de 2014 - ano que não deve ter eleições no clube, já que os mandatos são de dois anos.

Veja também: Ex-santista, Assunção é referência no Palmeiras para evitar rebaixamento

Após avaliação do Conselho Deliberativo em 1º de outubro, a Assembleia Geral de Sócios dará seu parecer em novembro sobre as eleições feitas diretamente por quem é associado do Verdão. A medida restringe o poder de decisão dos conselheiros.

E ainda: Rivais ajudam, e Palmeiras pode deixar zona da degola na próxima rodada

No começo de 2013, o sucessor de Arnaldo Tirone, ou até uma possível reeleição do atual presidente, será definido no formato atual. Os quase 300 conselheiros do clube seguem como os únicos com direito a voto.

Leia tudo sobre: manifestopalmeirasdiretaseleiçõesconselhovotação

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG