Tamanho do texto

As três finais mundiais - contra Barcelona, Milan e Liverpool - e a decisão da Libertadores de 1992, contra o Newells Old Boys, receberam o número máximo de votos e aparecem na obra

O jornalista Fábio Matos, que trabalha no portal iG como repórter de política, lança nesta terça-feira a sua mais nova obra na literatura esportiva. "20 jogos eternos do São Paulo ", da Maquinária editora. É a segunda publicação do autor, que em 2007 apresentou o livro "Dias - A vida do maior jogador do São Paulo nos anos 1960", que conta a trajetória do volante Roberto Dias, ídolo do clube paulista.

E para você, são-paulino? Qual o jogo mais marcante da hitória do clube. Comente

Reprodução
"20 jogos eternos do São Paulo", livro do jornalista Fábio Matos

O novo livro de Fábio Matos conta com o prefácio do jornalista Arnaldo Ribeiro e elegeu os 20 maiores jogos da história tricolor através de uma votação entre dez nomes ilustres de torcedores do São Paulo. Além do próprio autor e de Arnaldo Ribeiro, Conrado Giacomini, Domingos D’Angelo, Luís Augusto Simon (Menon), Marco Aurélio Cunha, Reginaldo Leme, Roberto Muylaert, Roger Moreira (Banda Ultraje a Rigor) e Victor Birner completam o time.

Leia as últimas notícias sobre o São Paulo na página especial do iG Esporte

E a ideia de escrever a obra surgiu em uma conversa com o próprio Arnaldo Ribeiro, como conta Fábio: "No início de 2011, o Arnaldo Ribeiro me chamou para um café e perguntou se eu tinha interesse em escrever sobre os 20 maiores jogos da história do São Paulo. Ele havia escrito o livro '10 Mais do São Paulo',que trata dos dez principais jogadores da história do clube, e foi convidado para fazer o '20 Jogos Eternos'. Por conta de outros projetos nos quais estava envolvido, o Arnaldo não teria tempo disponível e me convidou para substituí-lo nesta missão", disse.

Além da descrição dos jogos apresentados em ordem cronólogica, a obra traz entrevistas exclusivas, infográficos de gols, perfis de alguns dos principais personagens da história são-paulina e, claro, fotos das partidas em questão.

LEIA:  Torcedora do Coritiba tieta Lucas e quase apanha no Couto Pereira

Quatro dos 20 jogos foram unânimes no pleito dos eleitores e receberam 10 votos cada. São Paulo 1 x 0 Newell's Old Boys, na Libertadores de 92, São Paulo 2 x 1 Barcelona, no Mundial de 92, São Paulo 3 x 2 Milan, no Mundial de 93, e São Paulo 1 x 0 Liverpool, no Mundial de 2005. Com nove votos ficou São Paulo 3 x 3 Guarani, no Brasileirão de 86.

Fábio Matos considera a final de 92 contra o Barcelona a partida mais importante da história do clube. "É difícil apontar um jogo em especial. Depende muito do gosto pessoal de cada torcedor, da memória afetiva de cada um, do que aquela partida representou na vida do são-paulino. Para mim, o jogo mais importante da história do São Paulo é a final do Mundial de 1992, contra o Barcelona, pois consolidou a mudança de patamar do Tricolor no cenário internacional", contou.

Raí em ação no São Paulo 2 x 1 Barcelona, em 1992, jogo que está no livro
Arquivo
Raí em ação no São Paulo 2 x 1 Barcelona, em 1992, jogo que está no livro

"E também pelos dois gols do Raí, pela cena emblemática do abraço no Raí no Telê após o segundo gol, pela virada sobre um supertime como era aquele Barcelona… Não por acaso, a partida foi uma das quatro que receberam 10 votos - foi eleita de forma unânime", completou o autor.

Outras grandes partidas foram citadas pelo time de eleitores, mas não entraram no livro, como o emcionante São Paulo 2 x 1 Rosario Central, na Libertadores de 2004, ou o São Paulo 6 x 1 Santos, que marcou a despedida do camisa 10 Raí, que se transferiu para o Paris Saint-Germain, da França. E esses jogos poderiam entrar na lista, segundo Fábio.

"Fazer listas é sempre complicado. Basta criar uma e já começam as críticas e os apontamentos a respeito de possíveis injustiças. E esta é justamente a graça da brincadeira, né? Dos meus 20 favoritos, alguns acabaram não entrando na lista final, é claro. Entre os meus 'injustiçados', cito São Paulo 1 x 0 Sporting (inauguração do Morumbi, em 1960); São Paulo 6 x 1 Santos (Raí estava se despedindo antes de ir para o PSG) e São Paulo 2 x 1 Rosario Central, pela Libertadores de 2004 (o jogo foi decidido nos pênaltis, e o Rogério brilhou mais uma vez)", comentou.

O lançamento oficial do livro "20 jogos eternos do São Paulo" acontece nesta terça-feira, dia 2 de outubro, a partir das 19h (de Brasília), na Saraiva Megastore do Morumbi Shopping, na zona sul de São Paulo. Aliás, 2 de outubro é aniversário do estádio do Morumbi, que completa 52 anos nesta data.