Após confusão com árbitro, Náutico vence o Atlético-GO nos Aflitos e respira

Faixa polêmica da torcida fez o juiz Leandro Vuaden atrasar o início da partida em Recife

Gazeta | - Atualizada às

A arbitragem voltou a ser o centro das atenções de um jogo do Náutico . Depois das reclamações dos pernambucanos pela polêmica derrota para o Fluminense na rodada passada, um protesto de torcedores marcou a vitória da equipe pernambucana por 2 a 0 sobre o lanterna Atlético-GO, neste sábado, nos Aflitos, em duelo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro .

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Antes do início do confronto, a torcida local exibiu uma faixa com a seguinte mensagem: “Não irão nos derrubar no apito”. O árbitro Leandro Vuaden não gostou e determinou que só iniciaria o jogo depois que o protesto fosse retirado. A confusão atrasou a partida em 17 minutos. Assim que o gaúcho apitou o começo do duelo, a torcida voltou a exibir o aviso. Com a bola rolando, os goianos reclamaram do pênalti que determinou o primeiro gol do Náutico, marcado por Kieza. O atacante marcou também o segundo de sua equipe, ainda no primeiro tempo.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O resultado positivo levou o time do Recife para os 34 pontos no Brasileirão, respirando um pouco mais distante da zona de rebaixamento, pois ocupa agora a décima posição. Já o Atlético é o último colocado, com 20. A partida deste sábado marcou a estreia do quarto uniforme do Náutico, que é verde-água, em homenagem ao rio Capibaribe, que passa por Recife.

Futura Press
Náutico venceu mais uma nos Aflitos

VEJA:  Árbitro não aceita protesto da torcida do Náutico e atrasa início do jogo

Agora, o Náutico volta a campo no sábado, quando enfrentará o Corinthians, no estádio dos Aflitos. No mesmo dia, o Atlético-GO recebe o Vasco, no Serra Dourada, em busca de recuperação no Nacional.

O jogo
O Náutico começou pressionando a equipe visitante e teve logo duas oportunidades em cobranças de falta de Souza, mas a zaga tirou o perigo em ambas. Pouco depois, Rhayner avançou em velocidade pela direita e bateu rasteiro, mas fraco, nas mãos do goleiro Márcio. Depois de tanta pressão da torcida pernambucana, foi a vez de o Atlético-GO reclamar da arbitragem, quando Leandro Vuaden assinalou pênalti duvidoso sobre Rhayner. Sem se importar com os protestos dos visitantes, Kieza bateu no meio do gol para abrir o placar, enquanto o goleiro pulou para seu lado direito.

A vantagem no placar deu mais confiança ao Náutico e impôs uma obrigação maior ao Atlético, que ficou em situação ainda pior no campeonato. Mas a pouca qualidade complicou os dois lados. Danilinho bem que tentou em cobrança de falta da meia-direita, mas carimbou a barreira. Instantes depois, Souza arriscou de fora da área e a bola passou devagar, ao lado da meta. O meio-campista também teve nova oportunidade em cobrança de falta, que foi defendida por Márcio. Porém, antes do fim do primeiro tempo, o goleiro do clube goiano falhou e permitiu o segundo gol. Aos 40, Souza cruzou da direita, e Márcio furou ao tentar espalmar de dentro da área. Kieza apareceu na segunda trave para cabecear para as redes.

No intervalo, Kieza reclamou de dores musculares e foi substituído por Reis. Já o Atlético trocou Dodó por Marino. Mas o panorama do jogo não mudou, com o time da casa melhor. Rhayner apareceu pela esquerda da área e, quase sem ângulo, acertou a trave. Ainda no início da etapa, Alexandre Gallo foi obrigado a fazer a segunda mudança por ordem médica, pois Ronaldo Alves sentiu lesão e foi substituído por Alisson. O time goiano passou a buscar mais o ataque, mas sem conseguir levar perigo. Do outro lado, Reis recebeu complemente livre na área e chutou muito mal, para fora.

O técnico Artur Neto, então, tirou Patric e Diogo Campos para as entradas de Alexandre e Wattimen. No entanto, o Náutico não levou sustos e ainda chegou perto do terceiro gol, em jogada individual do lateral direito Patric, que bateu perto da meta. Nos últimos lances, Rhayner acertou o travessão duas vezes.

FICHA TÉCNICA - NÁUTICO 2 x 0 ATLÉTICO-GO
Campeonato Brasileiro 2012 - 27ª rodada 
Local : estádio dos Aflitos, no Recife-PE
Data : 29 de setembro de 2012, sábado
Horário : 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro : Leandro Pedro Vuaden
Assistentes : Alessandro Rocha de Matos e Emerson Augusto de Carvalho
Cartões amarelos : Martinez e Rhayner (NAU); Marcos, Diogo Campos (AGO)

GOLS
NÁUTICO: Kieza, aos 18 e aos 40 minutos do primeiro tempo

NÁUTICO : Felipe; Patric, Ronaldo Alves (Alisson), Jean Rolt e Douglas Santos; Elicarlos, Martinez (Josa), Souza e Rhayner; Araújo e Kieza (Reis)  Técnico : Alexandre Gallo

ATLÉTICO-GO : Márcio; Marcos, Gustavo, Reniê e Diego Giaretta; Dodó (Marino), Pituca, Ernandes e Danilinho; Diogo Campos (Wattimen) e Patric (Alexandre)  Técnico : Artur Neto

Leia tudo sobre: Atlético-GOBrasileirão 2012Náutico

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG