José Mourinho defende Terry e nega que zagueiro seja racista

Absolvido na justiça comum, jogador do Chelsea foi punido pela Football Association por polêmica com Anton Ferdinand

Gazeta |

Getty Images
O zagueiro do Chelsea, John Terrey, tenta cumprimentar Anton Ferdinand, do QPR

Antigo treinador de John Terry no Chelsea, o técnico José Mourinho saiu em defesa do jogador inglês. O zagueiro foi punido por quatro jogos na última quarta-feira por supostas ofensas racistas ao também defensor Anton Ferdinand, porém, para o atual comandante madrilenho, Terry não tem preconceitos.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Terry não é racista, não tenho qualquer dúvida. Tínhamos 12 jogadores africanos no Chelsea e não havia qualquer problema entre os jogadores. Mas, num jogo de futebol, podemos ter reações que não representam o que somos na realidade", ressaltou o português.

Leia mais: Federação pune John Terry com quatro jogos e multa elevada

Mourinho também disse que nunca testemunhou um caso de racismo dentro nos vestiários de uma equipe. "Para ser sincero, nunca vi racismo dentro de um grupo e sempre tive jogadores africanos em todos os times que eu treinei", finalizou o treinador.

O episódio envonvendo Terry e Ferdinand ocorreu no jogo entre Chelsea e Queens Park Rangers em outubro do ano passado, em partida válida pelo Campeonato Inglês da última temporada. Além dos quatro jogos de suspensão, o zagueiro dos Blues pagará uma multa de 220 mil libras (cerca de R$ 575 mil) por conta das acusações de racismo..

Leia tudo sobre: terrymourinhochelsearacismofutebol mundial

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG