Irônico, treinador da seleção brasileira disse que prefere não ganhar de tanto, "porque fomos muito criticados"

Lucas tenta chapéu em jogador chinês durante amistoso
AP
Lucas tenta chapéu em jogador chinês durante amistoso

Goleada pela seleção brasileira em amistoso realizado no Recife no início do mês, a China ocupa a 78ª posição do ranking de seleções da Fifa. Na mesma colocação, com número de pontos igual, está o Iraque, adversário do time de Mano Menezes no próximo dia 11 de outubro, na Suécia.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Diante da seleção comandada pelo ídolo nacional Zico, nem o próprio Mano Menezes quer repetir os 8 a 0 aplicados sobre os chineses. "Não devemos ganhar de 8 a 0 de ninguém, porque fomos muito criticados", comentou o técnico do Brasil ao anunciar os 23 jogadores convocados para os amistosos diante do Iraque e também do Japão, que acontecerá cinco dias depois.

Leia mais: Kaká admite que não esperava ser convocado: "Foi uma surpresa"

"Eu não escolho os adversários em função de ter menos qualidade. Para mim seria bom jogar sempre contra as principais, mas não é possível", comentou Mano, respondendo às críticas de que o Brasil não vive uma sequência dura de partidas preparativas para a Copa do Mundo de 2014. Além da China, o Brasil enfrentou a África do Sul e ainda terá pela frente o Japão.

Veja também: Mano repete lista de jogadores locais para a volta do Superclássico das Américas

Antes dos amistosos programados, no entanto, a seleção terá outro compromisso na próxima quarta-feira, na cidade argentina de Resistência. Diante da seleção portenha, Mano Menezes terá o desafio de vencer o Superclássico das Américas contando apenas com jogadores que atuam no País. O grupo que venceu em Goiânia por 2 a 1 já se reapresenta na segunda, no CT do Corinthians.

E ainda: Atlético-MG treina em São Paulo e Victor comemora retorno à seleção

"Vamos fazer o melhor independente do adversário que tiver pela frente. Jogamos esse jogo (contra a Argentina) só com quem atua no Brasil e fizemos um jogo melhor do que contra a china", analisou Mano, antes de completar: "Temos um pouco de mérito e disse que não íamos nos iludir. Essa é a obrigação de quem dirige a Seleção Brasileira".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.