Nem defesa em pênalti de Neymar aproxima Johnny Herrera da seleção

Ex-Corinthians, goleiro da Universidad de Chile vislumbra chance na seleção com lesão do titular Claudio Bravo, mas rixa com técnico dificulta os planos

iG São Paulo | - Atualizada às

Futura Press
Johnny Herrera defende pênalti batido por Neymar

Goleiro ágil e ousado, dono do posto de titular do melhor time do Chile nos últimos anos, Johnny Herrera é alvo de discussão entre torcedores e jornalistas naquele país. Tudo porque não tem chances na seleção chilena, comandada pelo técnico argentino Claudio Borghi.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

Dono de forte temperamento e autor de frases polêmicas, Johnny Herrera entrou em rota de colisão com Borghi por conta da falta de oportunidades e parece fadado ao ostracismo na seleção nacional. Porém, seus defensores voltaram a ter esperanças.

Explica-se: o goleiro titular da seleção, Claudio Bravo, fraturou o braço direito durante treino de seu time, a Real Sociedad, da Espanha, e deve ficar dois meses longe dos gramados. Embora Miguel Pinto (Atlas, do México) e Cristopher Toselli (Universidad Católica) sejam os sucessores naturais da camisa 1 chilena, há a esperança de que finalmente Herrera, conhecido como "Superman" volte ao menos a ser lembrado pela seleção nacional.

Ainda mais após a defesa em pênalti batido por Neymar na final da Recopa , fato que gerou grande repercussão no Chile.

Leia ainda: Diretor do Santos critica premiação da Recopa, mas exalta título

Borghi, no entanto, teria de engolir o orgulho, pois já foi criticado publicamente pelo polêmico goleiro da "La U". "Se o técnico diz que convoca os jogadores que conhece melhor, falta objetividade à seleção. Todos precisam saber que têm chances de chegar e brigar pelo posto de titular", já disse Johnny Herrera.

O goleiro é cria da Universidad de Chile e tem 31 anos. Em 2006 teve passagem apagada pelo Corinthians, quando disputou apenas nove jogos.

Gazeta Press
Apesar de ter feito parte da seleção chilena, o goleiro chileno Johnny Herrera não conseguiu se firmar no Corinthians em 2006. Fez menos de 10 partidas pelo clube.


Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG