Luxemburgo elogia a catimba do Grêmio no Equador: "Jogador tem que ser macho"

"É assim que jogam nossos amigos sul-americanos: um pouco de cera aqui, uma faltinha ali. Temos que aprender", avaliou o técnico após a vitória na Sul-Americana

Gazeta |

Na vitória por 1 a 0 sobre o Barcelona de Guayaquil , o Grêmio deixou de lado seu estilo de imposição tática e de posse de bola ofensiva para praticar a catimba, típica dos torneios sul-americanos. O técnico Vanderlei Luxemburgo disse ter orientado seus jogadores a adotar esta postura diferente nesta quarta-feira, para que eles entrassem no clima das competições continentais.

CONFIRA: Com um a menos, Grêmio derrota o Barcelona em Guayaquil

"Jogador tem que ser macho. É assim que jogam nossos amigos sul-americanos: um pouco de cera aqui, uma faltinha ali. Temos que aprender. Passei isso para os jogadores. Hoje nós atuamos com vários jogadores que nunca tinham jogado uma partida assim. Jogamos duro, mas sem violência. Foi uma vitória importante, de time que quer chegar em algum lugar", entende Luxa.

Jogador tem que ser macho mesmo? Deixe seu recado e comente a notícia

Para a partida contra o Santos, o técnico assegurou que o elenco descansará bastante. A delegação desembarcará na tarde desta quinta em Porto Alegre, depois de duas semanas viajando para os jogos contra Flamengo, Atlético-MG e Barcelona-EQU. Alguns atletas, como Elano, podem ser poupados devido ao desgaste: "vou conversar com eles para ver quem está mais cansado. De repente, faço uma troca", admitiu o treinador.

E MAIS: Dirigente elogia garra do Grêmio na vitória conquistada em Guayaquil

Com a derrota do Atlético-MG para o Flamengo nesta quarta, o Grêmio pode até terminar a rodada deste final de semana na vice-liderança do Campeonato Brasileiro. O Tricolor recebe o Peixe no domingo, enquanto o Atlético-MG visita a Portuguesa. O líder Fluminense tem o clássico Fla-Flu, no Engenhão.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG