"La garantía soy yo", ironiza Mano sobre permanência na seleção brasileira

Técnico da seleção brasileira garantiu que nunca precisou pedir garantias do cargo para o presidente da CBF, José Maria Marin

iG São Paulo |

Gazeta Press
Mano Menezes convocou Kaká pela primeira vez desde que assumiu a seleção

Logo após divulgar o retorno de Kaká à seleção brasileira e a lista de convocados para os amistosos contra Iraque e Polônia em outubro, Mano Menezes tratou de colocar 'panos quentes' na discussão acerca de sua permanência na seleção brasileira.

Você gostou do retorno de Kaká e a convocação de Mano? Opine!

O treinador negou insegurança no cargo e um possível pedido de garantias para o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), José Maria Marin.

Confira ainda:  Mano cita experiência e dedicação para justificar retorno de Kaká à seleção

"Não peço, nunca tive garantia e nem vou pedir garantias. La garantía soy yo”, ironizou o treinador.

Leia mais:  Mano convoca Kaká, e meia voltará a jogar pela seleção após dois anos

O técnico também afirmou que sabe o que precisa fazer para se manter à frente da seleção até a Copa de 2014. “Sei o que tenho o que fazer para permanecer aqui na Copa do Mundo”, completou, durante a entrevista coletiva.

Leia tudo sobre: mano menezesseleção brasileira

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG