A torcida Urubu Guerrero iniciou campanha na internet para unir os torcedores a apitarem quando o ex-atacante do Flamengo tocar na bola

Os ingressos para o confronto entre Flamengo e Atlético-MG estão esgotados desde o início da tarde desta terça-feira, mas o protagonista do duelo não será o clube carioca, que tenta fugir das últimas posições do Campeonato Brasileiro. O meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, ex-jogador do rubro-negro e no Galo desde junho, será incomodado pela torcida flamenguista.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Ronaldinho Gaúcho vai ser obrigado a lidar com um verdadeiro apitaço do Fla nesta quarta
Divulgação
Ronaldinho Gaúcho vai ser obrigado a lidar com um verdadeiro apitaço do Fla nesta quarta

Um movimento iniciado pela internet levará a torcida Urubu Guerreiro a distribuir mais de 30 mil apitos na entrada do Engenhão, onde os dois clubes se enfrentam nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), em confronto adiado pela 14ª rodada do Brasileirão. O objetivo é que todos se unam para trilar o apito e vaiar o camisa 49 do Atlético-MG a cada toque na bola.

Leia mais:  Torcida do Flamengo esgota ingressos para reencontro com Ronaldinho Gaúcho

Os líderes desta organizada já promoveram queimas de bandeiras e camisas de Ronaldinho Gaúcho na Gávea, além de uma faixa que causou polêmica e deve reaparecer no Engenhão nesta quarta-feira: 'Ronaldinho, você é o câncer da Miguelina', em referência à doença da mãe do jogador que o manteve afastado do clube por duas semanas.

Contratado pelo Flamengo em janeiro de 2011, Ronaldinho chegou com a expectativa de que fosse repetir o sucesso de clubes como Barcelona e Milan. Entretanto, em 17 meses no clube, conquistou apenas um Estadual e acumulou polêmicas, principalmente com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que chegou a pedir seu afastamento.

Confira ainda:  Lesionado, Ibson vira dúvida do Flamengo para duelo com Atlético-MG

O relacionamento se abalou definitivamente no início deste ano, quando o clube foi eliminado dos dois turnos do Campeonato Carioca e também da Copa Libertadores, ainda na primeira fase. Mesmo com a complacência do técnico Joel Santana, Ronaldinho deixou o Flamengo no dia 31 de maio, cobrando R$ 40 milhões na Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro.

Logo no início de junho, Ronaldinho recebeu voto de confiança da diretoria do Atlético-MG e acertou contrato até o final do ano. Ao lado de Bernard, Jô e Danilinho, o camisa 49 conseguiu reeditar a boa fase e se tornou um dos principais jogadores da equipe no Campeonato Brasileiro. Nas últimas rodadas, vive má fase, assim como o restante dos companheiros. No Engenhão, a torcida do Flamengo pretende incomodá-lo.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.