Presidente da Uefa pede para que o Mundial do Catar seja realizado durante o inverno, para evitar as altas temperaturas no meio do ano na região

Platini acha que não há condições de se disputar a Copa de 2022 em pleno verão no Catar
Getty Images
Platini acha que não há condições de se disputar a Copa de 2022 em pleno verão no Catar

O presidente da Uefa, Michel Platini, continua pressionando a Fifa para que a Copa do Mundo de 2022 seja disputada entre novembro e dezembro. A alegação do dirigente, craque da seleção da França nos anos 70 e 80, é que as temperaturas no Catar, país anfitrião do Mundial, são extremamente elevados no meio do ano, período que a competição geralmente acontece.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Para Platini, a Copa do Mundo deveria ser disputada no inverno e, para isso, bastaria que os campeonatos europeus tivessem uma pausa durante a disputa do torneio da Fifa. "Prefiro que a Copa ocorra no inverno. Temos que ir para o Catar quando for melhor para todos. O que é melhor para os torcedores? Na África do Sul, estava muito frio e ninguém podia sair do hotel", afirmou o dirigente.

Veja também: Fifa nega possibilidade de mudar opções de nome de mascote da Copa

O presidente também acredita que existe tempo suficiente para adaptar o calendário europeu para a disputa do Mundial do Catar. "Dez anos são suficientes para arranjarmos uma forma de atrasar a temporada por um mês. O problema de janeiro é que temos os Jogos Olímpicos de Inverno. Se pararmos por um mês significa que a temporada terminaria em junho ao invés de maio", finalizou.

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.