Roma é beneficiada por decisão judicial e recebe 3 pontos por partida adiada

Presidente do Cagliari convidou torcedores para o jogo, que seria disputado em estádio que ainda não tem permissão para entrada do público

EFE |

EFE

Após o adiamento da partida entre Cagliari e Roma por questões de segurança, o juiz da Liga Italiana, Gianpaolo Tosel, concedeu a vitória ao time da capital do país pelo placar de 3 a 0. A decisão de adiamento da partida foi tomada na madrugada de domingo pela Delegação do governo italiano em Cagliari, capital da Sardenha, poucas horas antes de sua realização.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Por conta do adiamento, a Roma apresentou uma reivindicação pela suspensão do jogo. Tosel divulgou seu veredicto nesta segunda-feira depois que a Delegação do governo decidiu adiar "definitivamente" a partida correspondente à quarta rodada da Primeira Divisão da Liga Italiana.

E mais: Lazio perde do Genoa em casa e deixa Juventus se isolar na ponta do Italiano

Todo o problema ocorreu porque o presidente do Cagliari, Massimo Cellino, convidou torcedores que compram pacotes para a temporada inteira a irem ao estádio. O Estádio Is Arnas, que fica na cidade de Quartu S.Elena, ainda não tem permissão para a entrada do público. A partida entre os dois clubes deveria ter sido disputada com portões fechados.

Leia mais sobre futebol italiano no blog Tripletta

Tosel explicou em sua sentença que com o convite feito a torcedores, o Cagliari violou a decisão das autoridades em matéria de segurança pública, sendo diretamente responsável pelo adiamento da partida.

Veja ainda:  Após um mês afastado, Robinho treina e pode voltar ao Milan na quarta

Com a decisão, a Roma vai aos sete pontos, assumindo a quinta colocação. Já o Cagliari está em 17°, uma posição acima da zona de rebaixamento.

Leia tudo sobre: Futebol MundialItáliaRomaCagliari

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG