Vasco empata com a Ponte Preta e vê quarto lugar ameaçado

Time campineiro é melhor no Moisés Lucarelli e completa oito jogos sem derrota, mas partida fica no 0 a 0

Gazeta |

No jogo entre alvinegros na rodada, Ponte Preta e Vasco da Gama não saíram do zero neste domingo, no estádio Moisés Lucarelli, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado foi pior para o time carioca, que vê a quarta colocação na tabela e, consequentemente, a vaga na Copa Libertadores ameaçada pelo São Paulo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Futura Press
Wendel cai após sofrer carrinho em Campinas

A Ponte conseguiu manter a sequência positiva e está há oito jogos invicta no Nacional. São três vitórias e cinco empates, o último deles conquistados na tarde deste domingo. Além disso, a equipe de Campinas foi mais ofensiva durante toda a partida e conseguiu controlar a força ofensiva do Vasco, trabalhando no campo do adversário, que parecia estar satisfeito com o empate sem gols fora de casa.

Leia mais: Flamengo vence Atlético-GO, encerra jejum e se afasta da zona de rebaixamento

Com o resultado, a Ponte chegou aos 34 pontos e subiu uma posição na tabela da competição nacional, ocupando agora o 10º lugar. Já o Vasco permanece na quarta colocação, agora com 44 pontos conquistados.

O JOGO

Jogando no Majestoso, a Ponte Preta se sentiu em casa literalmente no início da partida, com três boas chances até os 20 minutos de jogo. A melhor delas obrigou Fernando Prass a fazer uma boa defesa, em chute forte de Luan, com a perna direita, da entrada da área. No rebote, Luan ficou novamente com a bola e tocou para Ferron, mas o zagueiro cabeceou para fora.

Sem conseguir abrir o placar, os mandantes viram o Vasco da Gama crescer na partida, quando Juninho Pernambucano começou a organizar o meio de campo da equipe, com passes precisos para o ataque vascaíno. No entanto, o esperado toque de bola entre o camisa oito e o companheiro Felipe não aconteceram na primeira etapa.

Veja ainda: Após início eletrizante, Botafogo e Corinthians empatam no Engenhão

Após um bom momento do Vasco no jogo, a Ponte voltou a ter a posse de bola, conseguindo segurá-la no campo adversário, sem deixar espaço para o Vasco subir, embora sem sucesso.

Confira ainda: Com gol de Osvaldo, São Paulo vence Cruzeiro e se aproxima do G4

A Ponte voltou do intervalo pressionando e teve uma boa oportunidade logo no primeiro minuto da segunda etapa, quando Marcinho encontrou Roger na entrada do gol, mas o camisa 9 pegou mal na bola e mandou para fora. Minutos depois, Marcinho teve uma sequência de quatro escanteios seguidos para cobrar, mas não foi feliz em nenhum deles.

O Vasco foi menos ofensivo na segunda etapa e parecia estar satisfeito com o empate sem gols fora de casa. A melhor oportunidade da equipe carioca foi protagonizada por Alecsandro, aos 25 minutos. O zagueiro Ferron deixou o atacante livre, que tentou de bicicleta, mas a bola saiu pela linha de fundo à direita da meta defendida por Edson Bastos.

O atacante Rildo entrou na equipe da Ponte Preta no lugar de Luan e foi o responsável por um lance polêmico: em confusão na área vascaína com os zagueiros Dedé e Renato Silva, ele caiu e reclamou por pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

A partida terminou com uma pressão maior do Vasco, com bolas alçadas por Juninho Pernambucano para a área, embora sem sucesso, deixando o placar intacto e conservando o empate por 0 a 0.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 0 X 0 VASCO

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data : 23 de setembro de 2012, domingo
Hora: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Thiago Gomes Brigido (CE)

Cartões amarelos: Felipe, Jonas, Willian Matheus, Juninho Pernambucano e Renato Silva (Vasco); Renê Júnior e Rildo (Ponte Preta)

PONTE PRETA: Edson Bastos; Tiago Alves, Ferron e Diego Sacoman; Nikão (Tony), Baraka, Renê Júnior, Marcinho e Uendel; Luan (Rildo) e Roger (Giancarlo)
Técnico: Zé Sérgio (interino)

VASCO: Fernando Prass; Jonas, Dedé, Renato Silva e William Matheus (Fellipe Bastos); Eduardo Costa, Wendel, Juninho Pernambucano e Felipe (John Cley); Alecsandro e Éder Luis (Jonathan)
Técnico: Marcelo Oliveira

Leia tudo sobre: VascoPonte PretaBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG