Ganso assina rescisão e transferência para o São Paulo é confirmada

Clubes, jogador e DIS finalmente chegaram a um acordo na madrugada desta sexta-feira. Contrato com o clube do Morumbi vale por cinco temporadas

iG São Paulo | - Atualizada às

Após acerto entre DIS e Santos na tarde desta quinta, Paulo Henrique Ganso finalmente assinou a rescisão de contrato com o time da Baixada e confirmou sua transferência para o  São Paulo , dando fim à novela que se arrastava há um mês. Em reunião com os representantes da diretoria das duas equipes na Vila Belmiro, o meia selou acordo de cinco anos com o time do Morumbi.

Por negócio de Cleber Santana com o Fla, São Paulo terá Negueba em 2013

O atleta deve fazer exames médicos na manhã de sexta-feira, no HCor, em São Paulo. Já a apresentação de Ganso deve acontecer no domingo, no estádio do Morumbi, antes do duelo contra o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador vai vestir a camisa 8 do time comandado por Ney Franco.

Com o negócio finalmente fechado, o São Paulo vai desembolsar à vista para o Santos a bagatela de R$ 23,9 milhões - incluindo aporte do DIS -, referentes aos 45% dos direitos do atleta. Na nova divisão dos direitos, o clube do Morumbi ficará com 32% do total, enquanto o grupo investidor passa a ter 68%.

Outra conquista do Santos ao longo da negociação foi o direito de ficar com uma porcentagem do valor em uma eventual futura negociação do jogador com um time do exterior. Caso isso aconteça, o Santos terá direito a 5% do lucro obtido.

Além de Ganso, que chegou por volta de 0h30 apenas para assinar a rescisão, a reunião que selou a sua ida para o time do Morumbi teve a presença do vice santista Odílio Rodrigues, Thiago Ferro, representante da DIS e do diretor de futebol do São Paulo, Adalberto Baptista.

Passagem com títulos e fim turbulento no Santos

Ganso iniciou a sua caminhada pelo Santos em meados de 2008. Mas foi no ano seguinte que o meia apareceu no futebol brasileiro. No Paulistão, ao lado de Neymar, o jogador se destacou e ajudou o Santos a chegar à final da competição, sendo derrotado pelo Corinthians na decisão.

Em 2010, sob o comando de Dorival Júnior, Ganso brilhou no time da Baixada Santista e conquistou o estadual e a Copa do Brasil daquele ano. Mesmo sem convocações para a seleção brasileira, o meia figurou na lista reserva da equipe de Dunga para a Copa da África do Sul.

Depois do Mundial, Ganso ganhou espaço na seleção, junto com o companheiro Neymar, já sob a batuta de Mano Menezes. Porém, uma lesão no ligamento de seu joelho esquerdo interrompeu sua fase e o meia retornou aos gramados em 2011, em um ano glorioso para o Santos, onde faturou o Paulista e a Libertadores da América.

Divulgação
Ganso deixa o Santos com títulos no currículo, mas muitos atritos com diretoria e torcida

A partir daí, Ganso conviveu com algumas lesões e caiu de produção nesta temporada. O entrevero entre a DIS, que tem 55% dos direitos do atleta e o Santos estremeceu a relação.

O atleta ficou na reserva nas Olimpíadas de Londres, na conquista da prata e perdeu espaço no grupo de Mano Menezes. O Santos começou a admitir a saída do atleta, que por sua vez demonstrava não fazer questão de seguir no time.

O São Paulo mostrou interesse na contratação do meia e depois de um mês de boatos e negociações, acertou a contratação do meia por cinco anos. Ganso encerra a sua passagem pelo Santos com cinco títulos, em 162 partidas e 36 gols marcados.

Leia tudo sobre: são paulosantospaulo henrique ganso

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG