Após golaços pelo Chelsea, Oscar vira motivo de preocupação no Corinthians

"Eu e o Ralf vamos ter de marcá-lo sem dar espaço", disse Paulinho sobre o possível adversário do Mundial

iG São Paulo | - Atualizada às

O meia Oscar pode ser o grande adversário do Corinthians no Mundial de clubes da Fifa, em dezembro. Destaque do Chelsea na estreia do clube inglês nesta edição da Liga dos Campeões da Europa , o ex-colorado recebeu os elogios dos corintianos, que estão atentos ao desempenho do possível oponente no torneio no Japão.

Oscar vai complicar a vida do Corinthians no Mundial? Opine!

Reuters
Oscar celebra golaço pelo Chelsea na Champions

"Assisti ao jogo e sei que o Chelsea é um grande clube, com ótimos jogadores. Foram dois gols do Oscar, que tem excelente qualidade e não temos nem o que questionar. Eles têm também outros, como Ramires e David Luiz, e precisamos de atenção dobrada. Mas nosso primeiro foco está no Brasileiro e temos o objetivo de somar pontos o mais rápido possível, para depois pensarmos no Mundial", analisou o volante Paulinho.

VEJA:  Oscar marca duas vezes, mas Chelsea cede empate à Juventus

O clube inglês estreou na nova edição da Liga dos Campeões na tarde de quarta-feira, no empate por 2 a 2 com a Juventus, da Itália. No mesmo horário, Tite comandava um treino no CT Joaquim Grava. Paulinho só pôde acompanhar a partida pela TV porque estava concentrado com a seleção  rasileira. Apesar de elogiar o meia brasileiro, o volante alvinegro descarta marcação individual contra o jogador formado nas categorias de base do São Paulo. "Eu e o Ralf vamos ter de marcá-lo sem dar espaço, mas não de forma individual. O Tite sempre fala que temos de marcar por setor. Vamos ver o lado em que ele cair". Como treinava na hora da partida, Danilo só viu os gols posteriormente, mas também elogiou o adversário. "É um grande jogador, mas não tem só ele", afirmou o atleta, que alerta para a necessidade de pensar antes na estreia, contra um adversário ainda indefinido.

MAIS: Técnico ignora empate do Chelsea e se rende ao talento de Oscar

Com o foco no Brasileirão até se livrar definitivamente de qualquer risco da parte de baixo, o meia prefere não analisar ainda os detalhes do adversário, como os espaços dados pela defesa: "Particularmente, não digo que esteja acompanhando tantos jogos assim. Até lá, muita coisa pode acontecer e vou ter de pensar quando estiver às vésperas, porque há aspectos que devem mudar", concluiu.

Leia tudo sobre: CorinthiansFutebol MundialInglaterraChelsea

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG