Ex-meia de São Paulo e Internacional não sentiu o peso em sua estreia na Liga dos Campeões e marcou os dois gols do clube inglês no 2 a 2 contra a Juventus

O atual vencedor da Liga dos Campeões entrou em campo pela primeira vez na edição 2012/2013, nesta quarta-feira, no Stamford Bridge, e não conseguiu o resultado que gostaria. Embora o empate por 2 a 2 com a Juventus tenha frustrado os planos do técnico Roberto Di Matteo, a estreia iluminada do brasileiro Oscar como titular foi motivo suficiente para que o italiano só elogiasse a sua equipe depois do confronto.

O que achou da atuação de Oscar pelo Chelsea diante da Juventus? Opine

Oscar não se intimidou com o peso da camisa dos Blues  e nem com a importância da competição que disputava. Em seu primeiro chute ao gol, o meia contou com um desvio no meio do caminho e acertou o canto de Buffon para inaugurar o marcador. Este foi o seu primeiro tento com a camisa do clube inglês e serviu para preparar o torcedor para a obra prima que viria a seguir.

Momentos depois de ter estufado as redes pela primeira vez, o brasileiro dominou na entrada da área e aplicou um drible da vaca em cima do experiente Pirlo. Ao ficar de frente para a bola, o jogador mandou o petardo em direção ao gol adversário e encobriu Buffon para levar a torcida local ao delírio.

"Oscar teve uma grande estreia. Foi o jogo certo para ele começar, e fez um ótimo trabalho tático, além de marcar belos gols", avaliou o comandante do Chelsea. "Foi uma decisão acertada escalá-lo como titular nesta partida. A Juventus é um time de primeira classe, muito difícil de ser batido e que também teve uma boa atuação."

O meia, entretanto, não conseguiu disputar os 90 minutos da partida realizada nesta quarta-feira. Aos 30 minutos do segundo tempo, o atleta recebeu uma entrada forte de Bonucci e precisou deixar o campo por precaução. Caso não apresente nenhuma lesão, Oscar deverá continuar na equipe titular para armar as jogadas de ataque ao lado do compatriota Ramires e do belga Hazard.

"Precisamos de um pouco de tempo para trabalhar com ele. O Oscar esteve com a Seleção Brasileira por um longo período. Foi o momento certo para ele começar um jogo na Liga dos Campeões. É ótimo ter um jogador da qualidade dele conosco. Oscar é um grande talento, tem um pouco de tudo e, aos 21 anos, já está estabelecido na Seleção", concluiu Di Matteo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.