Novo treinador foi o escolhido pela diretoria para tentar salvar equipe alviverde do rebaixamento no Brasileirão

O técnico Gílson Kleina mal acertou com o Palmeiras e já recebeu votos de boa sorte de um dos maiores ídolos do clube: o ex-goleiro Marcos. Aposentado desde o início do ano, o atual embaixador alviverde utilizou as redes sociais para mostrar apoio ao comandante, que terá como grande missão livrar o time do rebaixamento à Série B do Brasileiro.

Você aprova o nome de Gílson Kleina para comandar o Palmeiras? Opine!

"Boa sorte ao novo comandante. Desejamos muito sucesso e confiamos em você, Gílson Kleina", declarou o ex-camisa 12. Diante do momento difícil da equipe alviverde, vice-lanterna do campeonato nacional, o pentacampeão mundial tem sido figura presente nas concentrações da equipe , a pedido do gerente de futebol, César Sampaio. Além de participar das preleções, Marcos faz discursos também nos intervalos e ao final das partidas de seu time de coração.

VEJA:  Palmeiras paga multa, Ponte libera e Gílson Kleina é o novo treinador alviverde

Kleina terá sua primeira chance em um time grande
Gazeta Press
Kleina terá sua primeira chance em um time grande

Da Ponte Preta, equipe pela qual trabalhou em 115 jogos, Kleina demonstrou ter apenas agradecimento. "Palmeiras x Ponte será o jogo mais difícil da minha vida, pois sei como os jogadores da Ponte honram a camisa e eles tem meu carinho e meu respeito. Não é porque estarei no time adversário que conseguirei deixar de querer o bem deles", alegou o treinador.

MAIS: Ponte nega mágoa com Kleina, mas critica falta de ética do Palmeiras

Depois de receber a proposta alviverde no final da noite de terça, Kleina decidiu se reunir com a diretoria campineira nesta manhã, para anunciar sua decisão de assumir o atual campeão da Copa do Brasil e time já garantido na Libertadores de 2013. "Chega um momento em que preciso dar um salto, seguir caminho", entendeu o técnico, que deixou o clube sem mágoas da cúpula campineira .

LEIA: Palmeirense roxo, ex-goleiro Marcos ainda convive com time e é guru na crise

Em sua despedida, o comandante mostrou tranquilidade com sua decisão, pelo momento da Ponte Preta no Brasileiro: segundo ele, com três vitórias, garante-se na Série, diferentemente do Palmeiras, que depende de, pelo menos, três triunfos para sair da zona da degola. Levando dois auxiliares técnicos, preparador físico e treinador de goleiros, Kleina assume ainda nesta quarta o Palmeiras, que entra em campo no sábado, contra o Figueirense.

Ajude o Palmeiras a aumentar sua Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.