Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Patito admite que precisa melhorar, mas descarta ser protagonista no Santos

Meia argentino, contratado junto ao Independente, ainda não conseguiu manter uma regularidade na equipe de Muricy Ramalho

iG São Paulo * |

Cercado de uma grande expectativa, o meia-atacante Patrício "Patito" Rodríguez foi contratado em julho pelo Santos , junto ao Independente (Argentina). O jogador, que demorou para ir a campo, devido a pendências burocráticas junto ao seu ex-clube, estreou bem contra o Atlético-GO, marcando um gol no empate em 2 a 2, no dia 11 de agosto, no Pacaembu. Mas o argentino ainda não conseguiu manter uma regularidade com a camisa santista e, por causa disso, admite que precisa melhorar.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Divulgação
"Patito" Rodríguez admite que precisa melhorar suas atuações no Santos

"Eu preciso melhorar muito, em todos os aspectos, seja defensiva ou ofensivamente. Sempre temos coisas para melhorar. Claro que poder jogar todas as partidas é bom pelo entrosamento que você adquire junto aos seus companheiros. Eu me sinto bem, mas ainda é algo que eu ainda não estou acostumado. Lá (na Argentina) se joga uma vez por semana. Senti bastante no começo e, aos poucos, estou melhorando. Com o decorrer dos jogos, eu vou render como era antes (no Independiente)", disse "Patito".

Leia mais:  Ganso se irrita com recusa a oferta do São Paulo, e Grêmio não desiste

Motivado em crescer de produção e ajudar o Peixe a conseguir os seus objetivos dentro do Campeonato Brasileiro, que no momento é chegar ao G-4, garantindo uma vaga na próxima Copa Libertadores da América, o meia-atacante rechaça a possibilidade de ser uma das estrelas do time.

Com Neymar convocado várias vezes para a seleção brasileira e, agora, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, recebido na vitória sobre o Coritiba, além da provável saída do meia Paulo Henrique Ganso do clube, "Patito" Rodríguez acredita que todos devem se unir para que o conjunto alvinegro fique cada vez mais forte.

Confira ainda:  Henrique volta a treinar no gramado e está próximo de retorno

"Quando eu cheguei aqui disse que vinha para um time praticamente armado, que a minha intenção era somar o máximo possível. Ganso e Neymar são jogadores de outro nível, atletas de nível mundial. Por isso, não creio que eu ou nenhum companheiro deva tomar essa responsabilidade para si. Somos uma equipe", comentou.

Apesar disso, o argentino reconheceu que o Santos atualmente depende bastante da capacidade de Neymar para decidir os confrontos. Uma prova disso foi o que aconteceu diante do Coxa, no último domingo, no Couto Pereira. A Joia marcou duas vezes e garantiu a virada sobre os paranaenses.

"Temos que ser um time melhor, que não dependa somente de um jogador. Claro que o Neymar é uma parte muito importante da nossa equipe, mas o nosso desafio é conseguir jogar bem e vencer sem ele. Temos que chegar ao gol adversário também quando o Neymar não está. É muito difícil não ter um jogador assim, gera uma certa dependência. No entanto, precisamos apresentar um futebol melhor. Temos que conseguir passar por isso", encerrou.

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: SantosPatito Rodriguesbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG