Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Árbitro relata "quebradeira" e Palmeiras pode perder todos mandos no Brasileirão

Punição ao Cruzeiro abre precedente e clube paulista pode não jogar mais em São Paulo na Série A

Bruno Winckler , iG São Paulo | - Atualizada às

Bruno Winckler
Uma das cadeiras arrancadas pelos palmeirenses no setor laranja do Pacaembu

A súmula do clássico entre Palmeiras e Corinthians no último domingo foi divulgada pela CBF nesta terça-feira e o árbitro Marcelo Aparecido de Souza relatou todos incidentes envolvendo o lado palmeirense das arquibancadas do Pacaembu. A punição ao clube do Parque Antártica deve ser pesada tomando por base a punição recente ao Cruzeiro, que também viu sua torcida perder a razão em clássico contra o Atlético-MG em Belo Horizonte.

Com protestos e risco de queda, Tirone pode abrir mão de reeleição no Palmeiras

“Após a marcação do 1º gol do Corinthians, aos 22′ de jogo do 1º tempo, foram arremessados para dentro do campo de jogo vários copos cheios de água, chinelos e um relógio de pulso, vindos do local onde encontrava-se a torcida do Palmeiras, cabe informar que ninguém foi atingido. Aos 35′ do 2º tempo foi arremessado um pedaço do encosto de uma cadeira do setor laranja para dentro do campo de jogo, do local onde encontrava-se a torcida do Palmeiras, na direção do árbitro assistente n. 02 (Rogério Pablos Zanardo), porém não o atingindo”, reportou Souza.

Torcida destrói cadeiras do Pacaembu e Palmeiras deve perder mandos de campo

O relato é suficiente para forçar uma punição severa ao Palmeiras. O STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) puniu o Cruzeiro com a perda de seis mandos de campo pelos incidentes na partida contra o Atlético-MG no dia 26 de agosto. Foi imposta ainda uma multa de R$ 64 mil ao clube mineiro. O Palmeiras ainda será julgado pelo STJD, mas se a mesma punição for imposta, a equipe alviverde não joga mais em capital paulista pelo Campeonato Brasileiro deste ano.

Das 13 partidas que restam ao Palmeiras no Brasileirão, seis são como mandante: Ponte Preta, dia 29, Coritiba (11/10), Cruzeiro (20/10), Botafogo (4/11), Fluminense (11/11) e Atlético-GO (25/11). Se punido, o Palmeiras deverá escolher uma cidade a mais de 100km de São Paulo para mandar seus jogos. Barueri, palco escolhido em alguns jogos deste ano, estaria descartada.

O Palmeiras já foi notificado e será responsável por pagar os prejuízos com o quebra-quebra. "Tudo está sendo calculado e a conta será repassada ao clube mandante. Na quinta-feira as cadeiras estarão todas repostas", disse Mauro Castro, diretor administrativo do Pacaembu. Sábado, o Santos mandará seu jogo contra a Portuguesa no estádio. "Se o jogo fosse sexta-feira estaria tudo pronto", disse Castro.

Reprodução/Site CBF
Relatos de Marcelo Aparecido de Souza sobre os incidentes no Pacaembu, domingo passado

Leia tudo sobre: palmeirasbrasileirão 2012stjd

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG