"O Fluminense é maior que o Palmeiras? Se ele conseguiu nós também podemos", disse ex-atacante palmeirense, citando campanha de recuperação do Flu em 2009

Identificados com o Palmeiras, Marcos e Edmundo desfilaram pela Mancha Verde no Carnaval
Futura Press
Identificados com o Palmeiras, Marcos e Edmundo desfilaram pela Mancha Verde no Carnaval

O ex-atacante Edmundo, ídolo do Palmeiras , usou sua página pessoal no Twitter para transmitir confiança na luta do clube contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro . Com 20 pontos e oito pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento, o Palmeiras vive situação delicada na tabela. Faltam 13 jogos para o fim do campeonato.

Você acredita que o Palmeiras consegue se salvar? Deixe sua opinião

Edmundo trocou mensagens com torcedores e para um deles, que havia lhe sugerido assumir o comando técnico do Palmeiras ao lado de Marcos, o ex-jogador disse que essa missão deve ser exclusiva do ex-goleiro.

Palmeiras iguala Sport e Barueri com 4ª pior campanha da história até a 25ª rodada

"Deixa pro Marcão. Ele tem mais a cara do Palmeiras", postou Edmundo, que hoje é comentarista da TV Bandeirantes. Luiz Felipe Scolari foi demitido na última quinta-feira e Narciso, ´tecnico do time sub 20, comandou a equipe interinamente no clássico contra o Corinthians. A diretoria ainda busca por um substituto.

E ainda: Após derrota e tumultos, Tirone não aparece em evento no Palmeiras

Em outra postagem no microblog, Edmundo reafirmou que acredita na salvação do Palmeiras e comparou a grandeza do clube com o Fluminense. Em 2009, o time carioca vivia situação idêntica ao Palmeiras de hoje - com oito pontos a menos que o primeiro rival fora da zona de rebaixamento na 25ª rodada - mas conseguiu escapar na última rodada. 

Confira também: Palmeirenses cumprem ameaça e depredam restaurante de dirigente

"O Fluminense é maior que o Palmeiras? Se ele conseguiu nós também podemos", postou Edmundo, que pediu para seus seguidores iniciarem campanha pelo Palmeiras com a hashtag #euacredito. "Eu e o Cesar Sampaio (gerente de futebol) acreditamos. E você?", escreveu Edmundo em outro post.

O ex-atacante ainda pediu por eleições diretas no clube (o pleito para se eleger novo presidente será no início do ano) e apoiou os protestos da torcida, desde que eles sejam sem violência. "Sem agredir ninguém, mas sempre protestando em favor da Sociedade Esportiva Palmeiras", postou. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.