Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Adryan imita Zico e muda o jogo, mas acha que faz pouco pelo Flamengo

Opção de Dorival Júnior para a vaga de Luiz Antônio no intervalo, o camisa 37 animou o time que vinha perdendo e ainda marcou de falta

Gazeta |

O garoto Adryan, de 17 anos, foi o termômetro do Flamengo no empate com gosto de quero mais diante do Grêmio, neste domingo, por 1 a 1. Opção de Dorival Júnior para a vaga de Luiz Antônio no intervalo, o camisa 37 animou o time que vinha perdendo e ainda marcou de falta, à lá Zico, aos 16 minutos da etapa complementar, para definir a igualdade e colocar o time da casa para cima de seu adversário até o apito final.

Apesar da atuação convincente, o meia-atacante ainda acha que faz pouco pelo Flamengo, que atingiu sua quinta partida sem vencer no Campeonato Brasileiro e foi a 28 pontos, apenas quatro de distância em relação à zona de rebaixamento. "A gente procura sempre ajudar dentro de campo, independentemente da idade. Para o Flamengo isso ainda é pouco, precisa de mais coisa", comentou o rubro-negro.

"A gente fez uma boa partida, e no segundo tempo tivemos um monte de oportunidades, mas tem que apagar um erro como foi aquele no primeiro tempo para conseguir as vitórias. Melhoramos um pouco no final, mas não é ideal ainda", disse Adryan, analisando o empate. O camisa 37 ainda falou sobre o gol marcado: "Estou muito feliz que pude fazer esse gol, mas agora é passado e vamos descansar porque tem jogo no domingo".

Adryan, que deu um beijo na bola depois de chamar a responsabilidade e antes de executar a cobrança de falta, se reapresenta na terça-feira ao lado do restante dos companheiros, no Ninho do Urubu. O próximo desafio, na tentativa de se afastar da zona de rebaixamento será no domingo contra o Atlético-GO, concorrente direto na parte de baixo da tabela.

Leia tudo sobre: FlamengoAdryanbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG