Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Palmeiras se desespera e é presa fácil para o Corinthians no Pacaembu

Time alviverde perde a cabeça, vê arquirrival fazer 2 a 0 e empurrá-lo mais ainda para o inferno ds Série B

Bruno Winckler iG São Paulo | - Atualizada às

O Corinthians não tem objetivo neste Brasileiro a não ser atrapalhar rivais. E o Palmeiras , desesperado na zona de rebaixamento sofreu neste domingo. No duelo entre os dois maiores rivais de São Paulo, o visitante Corinthians se aproveitou dos erros do mandante Palmeiras e venceu por 2 a 0, gols de Romarinho e Paulinho. Valdivia ainda marcou no final do jogo, mas o gol foi invalidado.

Veja ainda:  Palmeirenses invadem área de camarotes e deixam dirigentes acuados

Gazeta Press
Romarinho abriu o placar para o Corinthians no primeiro tempo

O placar não muda nada a posição do Corinthians no Brasileirão, que permanece na nona colocação com 35 pontos. O Palmeiras, sim, sofre. Com a derrota, se mantém com 20 pontos, os mesmos que conseguiu o Atlético-GO, lanterna da competição. Faltam 13 jogos (39 pontos) para o Palmeiras evitar o segundo rebaixamento de sua história.

LEIA TAMBÉM: Torcida palmeirense briga entre si, xinga dirigentes e se desespera

O Pacaembu, pintado de verde e branco na quente tarde de domingo, foi palco de momentos tensos dentro e fora de campo. Primeiro com o destempero de Luan, que cobrou Romarinho por ele ter comemorado seu gol. A atitude sem justificativa despertou reações em todo estádio. Sinal claro do desespero que toma conta do Palmeiras.

Confira ainda:  Tite poupa Palmeiras de críticas e lembra que já salvou rival da queda

O Palmeiras agora tem confronto direto contra o rebaixamento com o Figueirense, sábado, em Florianópolis. Até lá a diretoria tenta encontrar um técnico. Narciso substituiu Luiz Felipe Scolari interinamente no clássico. Já o Corinthians viaja ao Rio para enfrentar o Botafogo, domingo que vem, no Engenhão.

E MAIS:  Suspenso, Emerson 'Sheik' ironiza Palmeiras no Twitter

O jogo
A necessidade de vitória e a maioria da torcida nas arquibancadas deu ao Palmeiras o ânimo para iniciar melhor a partida contra o Corinthians. Correndo muito, trocando passes e com mais vontade do que havia mostrado nos jogos sob o comando de Felipão, o time alviverde deixou o rival acuado. 

Veja também:  Romarinho deixa Pacaembu xingado por rivais, mas diz que não quis provocar

Aos 21, o gol de Romarinho transformou o cenário favorável que a torcida palmeirense havia formado no Pacaembu tornou-se um retrato fiel do desespero. Quatro minutos depois, Luan, que já havia perdido a razão ao reclamar com Romarinho por ele ter comemorado seu gol, sem provocações, recebeu seu segundo amarelo e foi expulso, deixando o Palmeiras mais entregue.

O Corinthians controlava seus nervos e se aproveitava dos erros palmeirenses para chegar ao gol rival. O time de Tite não fez nada além do que está acostumado. Pressionou a saída de bola do Palmeiras e assim também chegou ao segundo gol.

Aos oito minutos, quando Douglas cruzou na cabeça de Paulinho para ampliar o placar a favor do Corinthians os primeiros palmeirenses começaram a deixar o estádio. Nos rostos dos que fiicaram, um misto de semblantes. Alguns com raiva, xingavam Valdivia, que perdeu a bola que originou o segundo gol corintiano. Outros enxugavam lágrimas de sofrimento.

Já nos minutos finais, alguns membros de torcidas organizadas invadiram a área de numeradas e camarotes para encontrar Arnaldo Tirone, presidente do Palmeiras, e Roberto Frizzo, vice de futebol. A Polícia Militar precisou intervir para não piorar a situação. No campo, o Palmeiras não pôde reverter o placar. E das arquibancadas, mais uma ameaça. “Se jogar a Série B, o pau vai quebrar”.

FICHA TÉCNICA - PALMEIRAS 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 16 de setembro de 2012, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Rogério Pablos Zanardo (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Raphael Claus e Antonio Rogerio Batista do Prado (ambos de SP)
Cartões amarelos: Artur, Obina, Barcos (Palmeiras). Fábio Santos, Cássio, Ralf, Romarinho, Martínez, Danilo (Corinthians)
Cartão vermelho: Luan (Palmeiras)
GOLS: CORINTHIANS: Romarinho, aos 22 minutos do primeiro tempo. Paulinho, aos 8 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Mauricio Ramos, Henrique e Juninho; Correa (Tiago Real), Marcos Assunção (Obina), João Vitor (Márcio Araújo) e Valdivia; Luan e Barcos
Técnico: Narciso

CORINTHIANS: Cássio; Guilherme Andrade, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas (Edenilson) e Danilo; Martínez (Jorge Henrique) e Romarinho (Giovanni)
Técnico: Tite

Leia tudo sobre: palmeirascorinthiansbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG