Tamanho do texto

Atacante fez os dois gols do Santos na vitória sobre o Coritiba, mas recebeu cartão amarelo após comemoração exaltada no segundo

Depois da vitória sobre o Coritiba, por 2 a 1, em Curitiba, na tarde deste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico do Santos, Muricy Ramalho, lamentou o "chato" comportamento da arbitragem e torcida com relação a Neymar. De acordo com o treinador, estes fatores podem prejudicá-lo na Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil.

LEIA TAMBÉM:  Neymar brilha com dois gols e Santos vira sobre o Coritiba no Couto

"Ele só foi festejar, algo que é. É bom senso. O futebol tem poucos jogadores como o Neymar, que traz o público aos estádios. Então fico chateado porque não podemos fazer mais nada. Nos puniram mais uma vez", explicou Muricy, referindo-se ao cartão amarelo aplicado a Neymar, após a comemoração "exaltada" no segundo gol santista.

Neymar, que chegou a três cartões amarelos e terá que cumprir suspensão automática, não poderá enfrentar a Portuguesa, no próximo final de semana. A jovem estrela foi o destaque alvinegro contra o Coxa, marcando os dois gols, sendo o primeiro um golaço, na virada do Peixe, sendo muito vaiado pelos torcedores locais.

"Ele é o maior jogador do país. Nós estamos desvalorizando demais este garoto. Ele não está caindo mais, mas está sofrendo falta todo o tempo. Este negócio de pegar no pé do jogador está muito chatinho. Nós temos que ver o que estamos querendo. Ele é o único que está dando show, e estão destruindo ele. Ele é a aposta do Mundial. Ele é diferente", explicou o comandante.