Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Bahia pressiona e vira sobre o Figueirense com gol no último minuto

Com forte pressão para cima do concorrente direto contra o rebaixamento, time baiano conseguiu uma virada incrível por 2 a 1

Gazeta |

Buscando distância das últimas posições da tabela no Campeonato Brasileiro, o Bahia recebeu o Figueirense neste domingo, em Pituaçu e, com forte pressão para cima do concorrente direto contra o rebaixamento, conseguiu uma virada incrível por 2 a 1, sendo o gol da vitória marcado pelo experiente Cláudio Pitbull aos 45 do segundo tempo.

No primeiro jogo depois que uma proposta do Palmeiras quase tirou Jorginho do Bahia, foi o Figueirense quem abriu vantagem com Júlio César, aos 33 minutos do primeiro tempo. Aos 27 minutos da etapa complementar, Hélder foi o responsável por igualar o placar e iniciar o bombardeio do time da casa para cima dos visitantes. Aos 45, Pitbull, que havia entrado cinco minutos antes, balançou as redes e tirou a camisa para festa da torcida depois da emocionante vitória.

Com 31 pontos, o Bahia avança para a 13ª posição, a oito pontos da zona de rebaixamento. Já o Figueirense, com 22, ainda não escapa da degola. No próximo domingo, o time nordestino visita o Inter no Beira-Rio, enquanto os catarinenses recebem o também ameaçado Palmeiras em Orlando Scarpelli.

O Jogo
Motivado pela melhor campanha do segundo turno do Campeonato Brasileiro e também pela invencibilidade de seu comandante desde a 20ª rodada, o Bahia procurou o ataque desde os primeiros minutos de bola rolando. A equipe foi escalada com três atacantes e demonstrou ofensividade sem, no entanto, concluir as boas oportunidades criadas em gols.

Logo aos cinco minutos, na sequência da jogada em que Hélder desferiu o primeiro chute do Bahia no jogo, Jones Carioca dominou a bola na intermediária e avançou pelo centro da área, fintando João Paulo com facilidade e batendo no canto do gol de Wilson, que apenas observou o tiro mal feito pelo atacante do time da casa.

Antes da metade do primeiro tempo, o Bahia ainda não exercia pressão mesmo com as chances criadas por Danny Morais, que cabeceou por cima do gol de Wilson, ou Hélder, que avançou pelo lado esquerdo, mas não teve sorte ao cruzar no meio da área e ver o goleiro do Fluminense interceptar o lançamento.

Entre os 30 e os 35 minutos da etapa inicial, o Figueirense conseguiu reequilibrar a partida no meio-campo e abriu o placar. No primeiro lance ofensivo de qualidade, Botti fez cobrança de falta fechada, Lomba espalmou para o meio da área e o Figueirense quase conseguiu aproveitar o bate-rebate para marcar. Na sequência, o camisa 10 bateu escanteio e, na marca do pênalti, Titi cabeceou para trás enganando Marcelo Lomba, que quase sofreu o gol.

Aos 33, Botti recebeu passe curto na entrada da área pela esquerda e cruzou na segunda trave. Túlio tentou interceptar no meio do caminho, mas a bola sobrou mesmo para Júlio César, substituto de Aloísio, que se aproveitou da falha de marcação da defesa do Bahia para cabecear para o fundo do gol de Marcelo Lomba.

Logo no início da etapa complementar, o Bahia iniciou forte pressão, com Neto acertando o travessão de Wilson em cobrança de falta aos nove minutos, forte chute de Diones aos 13, que obrigou o goleiro do Figueirense a praticar boa defesa e finalmente o gol aos 27, quando o lateral esquerdo Jussandro cruzou rasteiro no meio da área, a bola viajou e chegou aos pés de Hélder, que enfiou para dentro de carrinho.

Depois de uma série de oportunidades desperdiçadas, a festa se completou aos 45 minutos do segundo tempo, quando Jones avançou pelo meio, chamou a marcação do goleiro Wilson para cima de si e dividiu na área. A sobra ficou para Cláudio Pitbull, que viu o camisa 1 do Figueirense caído e estufou as redes para definir a emocionante vitória da equipe em Pituaçu.

Leia tudo sobre: BahiaFigueirensebrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG