Lanterna do Brasileirão surpreendeu o líder, mas Atlético-MG pode ultrapassar rival carioca neste domingo

O Fluminense recebeu o lanterna Atlético-GO na noite deste sábado em Volta Redonda pelo Campeonato Brasileiro  na condição de favorito absoluto: 36 pontos separa o ainda líder, com 53 pontos, do lanterna, então com 17. Porém, o time goiano abriu 2 a 0 antes do intervalo, segurou a pressão e saiu com a vitória por 2 a 1, impedindo que o time de Abel Braga abrisse  vantagem na ponta da tabela. O Atlético-MG depende de uma vitória neste domingo, contra o Náutico, para retomar a liderança.

Veja a classificação completa e os próximos jogos do Campeonato Brasileiro

O time carioca, desfalcado de peças importantes, como Deco e Fred, perdeu a sua segunda partida na competição e teve uma série de 12 jogos invictos quebrada. Apesar do triunfo, o Atlético-GO, que teve seus gols anotados por Diego Giaretta e Reniê, continua na última colocação, agora com os mesmos 20 pontos do Palmeiras, que leva vantagem nos critérios de desempate. Michael descontou para o Fluminense. A partida começou com 15 minutos de atraso por conta de uma queda de iluminação no estádio.

O jogo
Logo aos cinco minutos, o Fluminense percebeu que a partida não seria fácil, pois o Atlético perdeu a sua primeira oportunidade de gol. Patrick arrancou com a bola do meio-campo, chutou e Gum desviou, evitando que a bola entrasse. O Tricolor respondeu dois minutos depois, em chute de fora da área de Thiago Neves, que fez a bola passar à esquerda da trave defendida pelo goleiro Márcio.

Com um esquema defensivo muito bem armado, o Atlético conseguia neutralizar as ações do desfalcado Fluminense, que tinha sérios problemas para criar. O cenário iria piorar para os cariocas aos 18 minutos, quando os goianos conseguiram abrir o marcador. Diogo Campos foi derrubado na entrada da área e, na cobrança de falta ensaiada, Diego Giaretta soltou uma bomba para superar o goleiro Diego Cavalieri.

O Fluminense tentou responder rapidamente em um chute de fora da área de Thiago Neves, aos 26 minutos, que o goleiro defendeu. Porém, esse foi um raro lance de perigo dos cariocas, que, além de não conseguirem criar, ainda ficavam expostos nos contra-ataques. Melhor para o Atlético, que começou a criar boas oportunidades.

Aos 31 minutos, Patrick ganhou de Leandro Euzébio e chutou sobre o gol. Já aos 40, Marcos foi lançado pela direita, livrou-se da marcação de Carlinhos e chutou para grande defesa de Diego Cavalieri. Porém, na cobrança do escanteio, o arqueiro tricolor não conseguiu evitar o segundo gol dos visitantes, em cabeçada de Reniê, que encobriu o goleiro.

Abel Braga fez o Tricolor voltar para o segundo tempo com os jovens Wallace e Higor nos lugares de Carlinhos e Samuel, respectivamente. Com cinco minutos, o Tricolor perdeu Rafael Sobis que, lesionado, deu seu posto a Michael. Com um time jovem, os cariocas se lançaram ao ataque e começaram a assustar. Aos sete minutos Márcio fez grande defesa em cabeçada de Thiago Neves, que aproveitou cruzamento de Wallace.

O Atlético ainda assustou em um chute na trave, de Danilinho, aos 16 minutos, antes de o Fluminense descontar. Aos 19, Jean chutou de fora da área, Marcos, de carrinho, evitou o gol, mas, no rebote, Michael empurrou para o fundo da rede.

Ao conseguir descontar, o Fluminense se inflamou e começou a pressionar o Atlético, acuado em seu campo. Assim, as oportunidades do empate começaram a aparecer. Aos 27 minutos, Jean chutou de fora da área, em cobrança de falta, e a bola passou à esquerda de Márcio. Dois minutos depois, Thiago Neves cobrou falta e Gum cabeceou para o goleiro salvar, cedendo escanteio.

Na reta final da partida, o Tricolor foi todo para o campo de ataque e quase empatou aos 46, quando Michael recebeu de Thiago Neves na área, tentou uma bicicleta e o goleiro fez grande defesa, garantindo o triunfo visitante.

O Fluminense volta a campo no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), quando recebe o Náutico, novamente no Estádio Raulino de Oliveira. Já o Atlético, no domingo, às 16 horas (de Brasília), pega o Flamengo, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

FICHA TÉCNICA -  FLUMINENSE 1 X 2 ATLÉTICO-GO

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 15 de setembro de 2012 (Sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões amarelos: Edinho (Fluminense) e Marcos, Pituca, Marino e Diego Giaretta (Atlético)
Gols: Diego Giaretta, aos 18, e Reniê, aos 41 minutos do primeiro tempo. Michael, aos 19 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Gum e Carlinhos (Wallace); Edinho, Jean e Thiago Neves; Wellington Nem, Samuel (Higor) e Rafael Sobis (Michael)
Técnico: Abel Braga

ATLÉTICO-GO: Márcio, Marcos, Gustavo, Reniê e Diego Giaretta; Dodó, Pituca, Ernandes e Danilinho (Carlos) (Gilson); Diogo Campos (Marino) e Patrick
Técnico: Artur Neto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.