Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Inspirado em Luxemburgo, Narciso ouve dica de Felipão contra ex-time

Ex-zagueiro fará sua estreia como treinador profissional diante do Corinthians, clube pelo qual foi campeão da Copa São Paulo neste ano

iG São Paulo * |

Após seis anos trabalhando nas categorias de base de Santos , Corinthians e Palmeiras , Narciso fará sua estreia como técnico de um time profissional neste domingo, à frente do time palmeirense exatamente diante do Corinthians, clube que o demitiu neste ano meses após a conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O ex-zagueiro descarta vingança, mas se inspira em Vanderlei Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari.

Deixe seu comentário e comente a notícia com outros torcedores

O apoio mais próximo vem de Felipão, que visitou a Academia de Futebol nessa sexta-feira, menos de 24 horas após definir sua saída da equipe. "Tive uma conversa com ele e o Murtosa de como estão as condições dos atletas. O Felipão trabalha muito no emocional e ele passou uma resposta muito boa. Espero usá-la na preleção", comentou, se inspirando tanto em Scolari que sonha até em ter Marcos no diálogo antes do jogo no Pacaembu.

Gazeta Press
Narciso, técnico interino do Palmeiras, conversa com o meia Valdívia durante o treino

O apego ao ex-técnico do Palmeiras, na visão de Narciso, é inevitável. "Não dá para tirar um pouco da cara do Felipão, são dois anos e dois meses de trabalho. Minha esperança é ter continuidade e vou começar a impor o meu jeito de trabalhar", falou o ex-jogador que, até quinta-feira, comandava o time Sub 20 do clube. 

Veja também: Após demissão de Felipão, Galeano entrega cargo no Palmeiras

Agora, com a possibilidade de ser efetivado citada pelo presidente Arnaldo Tirone, sonha em implantar conhecimentos táticos baseados que aprendeu com Vanderlei Luxemburgo, atual técnico do Grêmio. "O Vanderlei foi quem mais vi conseguir mexer no time no jogo, dar uma cara taticamente. Estava à frente do seu tempo. Sempre procurei me espelhar nele."

Narciso descarta o desejo de se vingar do Corinthians. "Não tem nenhuma resposta para ninguém. Minha única resposta é fazer com que o Palmeiras jogue futebol e ganhe o jogo e é o que vou procurar fazer. Sei muito bem da minha capacidade, o que quero e onde tenho que andar", falou.

Leia também: Perdido, Tirone aprova qualquer nome de técnico e fala até em efetivar Narciso

Com pouco tempo para treinar, Narciso baseia seu trabalho na conversa para fazer os jogadores correrem por ele e pelo clube no clássico. Assim, aos 38 anos, pode antecipar sua ideia de trabalhar como técnico de time profissional. "Eu tinha um projeto de, com 40 anos, um pouco mais maduro, treinar uma equipe profissional. Mas no futebol as coisas acontecem muito rápido. Agora a oportunidade chegou e, se puder, vou agarrá-la com unhas e dentes. É a chance que todos esperamos em uma equipe com tanta tradição e peso como o Palmeiras."

Com tanta expectativa, é inevitável a sensação de estreia. "Sempre vem um friozinho na barrida. Toda vez que pego o carro para subir de Santos e dar treino na base do Palmeiras tenho esse friozinho, imagine treinar o profissional", sorriu. "Se você não sentir frio na barriga, significa que não está sentindo o jogo. Aí, não tem como o resultado vir." E resultado é o que o Verdão mais precisa para não ser rebaixado.

* Com Gazeta Esportiva

Leia tudo sobre: narcisoluxemburgofelipãopalmeirasbrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG