Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Ídolo, Riquelme confirma adeus e diz que não voltará a jogar pelo Boca Juniors

Jogador foi liberado para atuar por qualquer clube estrangeiro, inclusive nos brasileiros

iG São Paulo |

O meia Juan Román Riquelme, um dos maiores jogadores da história do futebol argentino, confirmou nesta sexta-feira que não vestirá mais a camisa do Boca Juniors , clube com o qual suspendeu contrato por tempo indeterminado , além de revelar que não sabe qual seu destino no futebol. "Este clube me deu tudo na vida, e sempre estarei agradecido.Mas confirmo que não irei mais jogar pelo Boca", afirmou Riquelme, em entrevista coletiva no estádio La Bombonera .

Divulgação
Riquelme: "O Boca me deu tudo nessa vida"

Você gostaria de ver Riquelme com a camisa de seu time? Comente!

A entrevista foi um pedido do presidente do clube, Daniel Angelici, que lembrou que o atleta foi liberado para jogar em qualquer clube estrangeiro, e esclareceu que o treinador Julio Cesar Falcioni também não teve nada a ver com a decisão da saída do camisa 10. "Estou feliz com o que decidi, porque tenho tempo para estar com minha família, com meu irmão, que é meu melhor amigo. No momento, ainda não sei o que vou fazer da vida. Só sei que vou tirar férias com minha esposa e filhos", disse Riquelme.

VEJA:  Mesmo com um a mais, Boca é eliminado da Sul-Americana pelo Independiente

O jogador falou sobre a final da Taça Libertadores, perdida para o Corinthians, e declarou que era o "o máximo ao que podia aspirar em sua carreira aos 34 anos": "Deixo o clube ainda jogando bem, disputando final de Copa Libertadores... Vou feliz". Riquelme, que estreou no Boca em 1996, foi pentacampeão argentino, e conquistou também uma Copa Intercontinental e três Copas Libertadores da América.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG