Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Sem técnico e na vice-lanterna, Palmeiras tem campanha pior que no rebaixamento

Time paulista está a sete pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento

Gazeta |

Gazeta Press
Mesmo campeão, Felipão não aguentou a pressão no Palmeiras

Durante as 24 rodadas do Brasileirão 2012, o Palmeiras esteve em 18 delas entre as quatro piores equipes da competição. Apesar da fraca campanha, e a sete pontos do primeiro clube fora da zona de rebaixamento, o discurso no clube é de que ainda há tempo para reação - o zagueiro Maurício Ramos, depois da mais recente derrota, frente ao Vasco, considerou que a situação alviverde ainda não é dramática.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O retrospecto, porém, não é animador para o torcedor alviverde. Com apenas 20 pontos somados até o momento, a equipe tem aproveitamento até pior do que aquele obtido pelo clube na campanha do Brasileirão de 2002, que resultou no rebaixamento do time para a disputa da Série B no ano seguinte.

Naquela ocasião, o time conquistou 27 pontos em 25 partidas, com 36% de aproveitamento e uma campanha de seis vitórias, nove empates e dez derrotas. Os números renderam ao Palmeiras a 24ª colocação - 26 times disputavam a competição na época, ainda disputada na forma de mata-mata e vencida pelo Santos, de Emerson Leão. O rendimento do atual campeão da Copa do Brasil na liga nacional, por sua vez, é de 27,7%, na vice-lanterna da competição.

Leia mais: Indicação de Della Monica, Leão é alvo de discórdias no Palmeiras

A fase complicada gerou a saída de Luiz Felipe Scolari , contratado em julho de 2010. Depois de uma campanha de cinco vitórias, cinco empates e 14 derrotas, o gaúcho saiu "em comum acordo", assim como seu auxiliar, Flávio Murtosa, e tem como possível substituto o campeão nacional de 2002 e atual comandante do São Caetano.

Veja também: "É preciso um técnico que deixe o atleta ir à boate", diz ex-diretor palmeirense

A primeira tentativa de se reencontrar aconteceu quando o clube decidiu fechar parte dos treinamentos depois da derrota para o Atlético-MG, no domingo. A medida, porém, não surtiu efeito já que na quarta, diante do Vasco, após sair na frente com gol de Luan, os palmeirenses voltaram a apresentar as falhas defensivas que os atormentam durante todo o torneio e perderam por 3 a 1.

E ainda: Técnico do sub 20, Narciso comandará Palmeiras contra Corinthians no domingo

O clube, também, colocou ingressos com preços promocionais nos jogos em que for mandante no Pacaembu, para se aproximar da torcida. A medida surtiu efeito contra o Sport: o Verdão venceu com um público de mais de 30 mil pessoas. Neste domingo, ainda sem um comandante definido - o ex-zagueiro Narciso comandará interinamente -, o time enfrenta o arquirrival Corinthians, às 16 horas (de Brasília), novamente no Pacaembu. De acordo com a assessoria alviverde, 20.500 dos cerca de 37 mil ingressos já foram vendidos para o Derby. 

Entre para a torcida virtual do Palmeiras

Leia tudo sobre: palmeiras2002rebaixamentobrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG