"Fala que me viu num teatro", disse atacante para fã que tirou foto com ele em balada mineira

Fred causou alvoroço ao falar de sexo antes de jogos
Divulgação/TV Globo
Fred causou alvoroço ao falar de sexo antes de jogos

Fred nunca escondeu que gosta da noite carioca. Essa relação ficou evidenciada no episódio dos "caipisaquês" . Mineiro de Teófilo Otoni, o atacante do Fluminense também curte as baladas de Belo Horizonte. Nesta quinta-feira, durante gravação do programa "Altas Horas", da TV Globo, Fred foi colocado numa saia justa por um fã que revelou tê-lo visto numa famosa cachaçaria da capital mineira: Alambique.

Fred admite chateação com Mano, mas elogia convocados para a seleção

"Me alivia aí, parceiro. Fala que me viu no teatro. Vão me chamar de cachaceiro agora", disse Fred, muito bem humorado, em conversa por telefone com o fã. No quadro do programa, internautas têm suas fotos com os convidados de Serginho Groisman exibidas num telão. "Foi num show do Eduardo Costa", disse o fã, antes de Fred se recordar da foto. "Minha família toda mora em BH. Sou cruzeirense e hoje sou metade cruzeirense metade Fluminense", disse.

Fred pede a sexóloga que envie relatório ao Flu para liberar sexo antes de jogos

Fred passou por seu pior momento no Fluminense em agosto de 2011, quando ficou de fora de dois jogos do time depois de ter sido ameaçado por torcedores que o flagraram em um bar com Rafael Moura e mulheres. O jogador se irritou com a intromissão da torcida na sua vida privada e ameaçou deixar o clube, o que acabou não acontecendo. 

"Tem que haver respeito pela vida pessoal do atleta. Ele tem todo direito de ir num restaurante, tomar um vinho, sair com a namorada e com quem mais quiser", disse o atacante, artilheiro do Brasileirão com 11 gols e um dos ídolos do Fluminense, líder do Brasileirão com 53 pontos.

"Incomoda um pouco (a vigilância de torcedores). Desde as categorias de base estamos acostumados a pressão. Acho que é natural. Excede um pouco quando parte para a violência. Sou contra, mas o Brasil vive dessa paixão. O que a gente cobra e espera é que o torcedor encontre a barreira do respeito", comentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.