Hugo abriu o placar para os pernambucanos, mas Hélder empatou para o Bahia no duelo nordestino da rodada

Embalados pelas boas vitórias no último final de semana, Sport e Bahia se enfrentaram na Ilha do Retiro e fizeram um jogo de ataque contra defesa. Com um gol do experiente Hugo, os donos da casa jogaram melhor, mas acabaram levando empate no final da partida, mantendo a campanha invicta do técnico Jorginho no comando do Tricolor de Aço.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Hugo tenta driblar zagueiro do Bahia na Ilha do Retiro
Futura Press
Hugo tenta driblar zagueiro do Bahia na Ilha do Retiro

Apesar de exigir diversas defesas do goleiro Marcelo Lomba, o time pernambucano marcou apenas uma vez e logo no começo da partida. Hugo aproveitou cruzamento vindo da esquerda e mostrou oportunismo para se livrar da marcação e subir sozinho para vencer Lomba. No final, Hélder apareceu na grande área e bateu cruzado para deixar tudo igual, para desespero dos mandantes.

Leia mais:  Em duelo de desesperados, Deivid marca, e Coritiba afunda o Atlético-GO

Com o empate, o Rubro-Negro chega aos 23 pontos e segue na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O time de Salvador chega aos 28 e segue se distanciando da degola.

Na próxima rodada, a 25ª da competição nacional, o Sport visita o Internacional no Beira-Rio às 18h30 (de Brasília) de domingo. No mesmo dia, mas às 16 horas, o Bahia recebe o também desesperado Figueirense, vindo de vitória sobre o Cruzeiro, no estádio Pituaçu.

Veja fotos da 24ª rodada do Brasileiro:

O jogo
Tentando entrar de vez na briga contra o descenso, o Sport começou a partida em ritmo forte e abriu o placar logo aos quatro minutos. O lateral esquerdo Renê cruzou com perfeição e Hugo mostrou faro de artilheiro para se deslocar na grande área e cabecear firme, sem chances para Marcelo Lomba.

Logo na saída da bola, o Leão voltou a assustar o goleiro do Bahia, dessa vez em cruzamento de Cicinho para o volante Rithely. Os baianos responderam em bola aérea que o goleiro Saulo vacilou e quase cedeu o gol para o centroavante Souza. No ataque seguinte, os mandantes chegaram em cobrança de falta de Cicinho para Gilsinho bater forte e assustar Lomba.

A partida esfriou e apenas na reta final do primeiro tempo o Sport voltou a incomodar. Rithely recebeu lançamento longo e, cara a cara com o goleiro, desperdiçou grande chance. Na pressão, os comandados de Waldemar Lemos chegaram perto de ampliar o placar com Moacir, mas Jussandro se atirou e evitou o gol. No fim, Fabinho arriscou de fora da área e Saulo se atrapalhou, quase entregando o tento para o Bahia mais uma vez.

No segundo tempo, Jorginho conseguiu animar sua equipe e Jones Carioca abusou das jogadas em velocidade, principalmente nas costas do veterano Cicinho.Após vacilo da defesa baiana, Hugo arriscou de longe e quase ampliou para os pernambucanos. Também de longe, o garoto Elias bateu muito forte e balançou o travessão de Saulo, quase empatando para o Bahia.

Depois de tanto insistirem, Jones e Elias participaram de jogada na grande área e a bola ficou limpa para o volante Hélder encher o pé e bater cruzado, sem chances para Saulo. Com o empate, os baianos seguem invictos sob o comando de Jorginho e se mantêm com um pouco de tranquilidade contra o rebaixamento, cenário visto com desespero pelo Sport.

FICHA TÉCNICA
SPORT 1 x 1 BAHIA

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 12 de setembro de 2012 (quarta-feira)
Horário: 20h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido (Fifa-CE) e Carlos Nogueira Júnior (SP)

Cartões amarelos: Edcarlos, Diego Ivo e Renê (Sport); Neto, Danny Morais, Titi, Jussandro, Fabinho, Souza e Elias

Gols:
SPORT: Hugo, aos 4 minutos do primeiro tempo
BAHIA: Hélder, aos 37 minutos do segundo tempo

SPORT: Saulo; Cicinho, Edcarlos, Diego Ivo e Renê; Tobi, Rithely (Naldinho), Moacir e Hugo (Felipe Menezes); Gilsinho (Gilberto) e Felipe Azevedo
Técnico: Waldemar Lemos

BAHIA: Marcelo Lomba, Neto, Danny Morais, Titi e Jussandro; Fabinho, Diones (Kléberson), Hélder e Zé Roberto (Elias); Jones Carioca (Mancini) e Souza
Técnico: Jorginho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.