Competição contará com 32 equipes em sua primeira edição, que começará a ser disputada no mês de outubro

Marco Polo Del Nero, vice-presidente da CBF
AE
Marco Polo Del Nero, vice-presidente da CBF

Lançada nesta quarta-feira em São Paulo, a Copa do Brasil Sub 20 terá a sua primeira edição a partir do início de outubro com 32 equipes, mas buscará a expansão para todo o território nacional. A ideia é que vire uma grande vitrine para talentos, até em um curto prazo de tempo.

Deixe seu revcado e comente a notícia com outros torcedores

"Esperamos que muitos novos jogadores apareçam, não duvido que eles possam estar até na Copa do Mundo de 2014", empolgou-se Marco Polo Del Nero, vice-presidente da CBF e presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol), durante a apresentação da competição no Museu do Futebol.

A Copa do Brasil Sub 20 será o torneio oficial do país para as categorias de base. Por sinal, a CBF pretende realizar a disputa nas categorias Sub 17 - provavelmente a partir de 2013 - e até Sub 15. Nos últimos anos, o Rio Grande do Sul recebia o Campeonato Brasileiro Sub 20, contudo a competição nunca foi oficializada, apesar de continuar com a autorização para seguir com edições futuras.

Leia também: Inglaterra anuncia 2 jogos contra Brasil e minitour pela América do Sul em 2013

Na primeira edição da nova Copa do Brasil, foram escolhidos 32 clubes por critérios técnicos na categoria profissional: 20 integrantes da Série A do Brasileiro e 12 da Série B. Nos próximos anos, a CBF irá estudar uma fórmula para ter, pelo menos, um representante de cada federação, mesmo se for obrigada a realizar uma etapa regional.

"Vamos buscar para que todo o Brasil participe, talvez com uma disputa preliminar. Nesse momento, foi inviável fazer de outra forma, até por questões financeiras", emendou Marco Polo Del Nero.

E mais:  Convocado por Mano, Bernard renova até 2017 com o Atlético-MG

Por ser um torneio de base, a Copa do Brasil não irá reverter premiação em dinheiro aos seus finalistas. Ainda assim, está previsto o apoio de transporte terrestre e aéreo para 23 pessoas de cada equipe - dependendo da distância dos jogos -, além de hospedagem.

Nas etapas iniciais, a CBF descarta cobrar ingressos nas partidas. Mas, dependendo da repercussão do torneio, haverá uma entrada simbólica nas finais. "Vamos seguir o que determinar a Polícia Militar principalmente na questão de segurança na decisão do campeonato", avisou Marco Polo Del Nero.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.