Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Mano evita euforia e diz que jogo contra a China "não trouxe todas as respostas"

Treinador exaltou o jogo coletivo do time, mas classificou goleada como "exceção"

Gazeta |

Foram oito gols marcados sobre a China e nenhum sofrido pelo goleiro Diego Alves. A arrasadora goleada sobre os asiáticos aliviou as críticas sofridas após a magra vitória por 1 a 0 sobre a África do Sul, na última sexta-feira, mas "não trouxe todas as respostas" para o técnico Mano Menezes. Ainda com os pés no chão, o treinador procurou evitar a euforia para trabalhar com calma o lado técnico e psicológico de seus jogadores.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Um jogo não é capaz de nos dar todas as respostas. É bom que se diga que isso não acontece nem quando a gente perde. Não vamos apressar a vitória em função do adversário. Com um pouco de coerência podemos equilibrar as coisas e obviamente encontrar facilidades. Outras vezes encontramos dificuldades e não sofremos muitos. Nem todo mundo joga bem em todas as suas partidas", avaliou o comandante.

Leia mais: Mano alega que seleção trouxe "raiva gostosa" de SP para golear em Recife

O técnico da Seleção também fez questão de avaliar o jogo coletivo que foi desempenhado por seus atletas no estádio do Arruda e destacou esta forma de entrar em campo como um dos principais trunfos de sua equipe. Com este pensamento, o treinador entende que as qualidades individuais dos seus principais jogadores voltarão a ser apresentadas com mais frequência nas partidas do time canarinho.

Veja também: Murray faturou R$3,83 mi ao vencer nos EUA. Veja ranking de premiações do tênis

"Sempre enxergamos o futebol como algo coletivo e temos que aprender a nos proteger na convivência de grupo. Um vai ajudando o outro e todos passaremos por momentos mais difíceis. E nesse momento é bom olhar para o lado e ver alguém te apoiando. Com um grupo forte, as individualidades irão se sobressair, como no caso do Hulk e do Neymar nesta partida", concluiu.

Goleada surpreende chineses e Mano evita dar ‘pitacos’

Se o arrasador resultado da última segunda-feira não empolgou toda a torcida brasileira, os chineses que foram até o Recife ficaram surpreendidos com o poderio ofensivo da Seleção. Após a goleada sofrida por sua equipe, repórteres asiáticos foram até Mano Menezes pedir dicas para o futebol de seu país e deixaram o comandante sem uma resposta preparada.

E ainda: Brasil recebe a China em amistoso no Arruda. Confira fotos

"Eu tenho muitas dificuldades com a Seleção Brasileira. Imagina se eu vou dar dicas para a Chinesa. Não me sinto à vontade para isso", se esquivou o técnico. "Antes do jogo nós sabíamos que a China era uma equipe forte e nos preparamos para isso. Quando um time sofre goleadas, questionamentos com estes aparecem. Mas não se pode chegar a uma conclusão precipitada. É um fato isolado e que deve ser encarado como exceção."

Leia tudo sobre: Seleção BrasileiraMano MenezesGoleadaChina

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG