Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Após cobrar diretoria publicamente, Léo diz que aceitará qualquer punição

Lateral do Santos reconhece ter extrapolado nas declarações em defesa do meia Paulo Henrique Ganso

iG São Paulo | - Atualizada às

AE
Léo, lateral do Santos

Após desabafar publicamente e cobrar mais respeito da diretoria do Santos com o meia Paulo Henrique Ganso, o lateral Léo tratou de amenizar a situação nesta segunda-feira. Em comunicado oficial, o jogador disse que só quis prestar solidariedade ao companheiro, mas reconheceu que extrapolou no tom das declarações e disse que aceitará qualquer tipo de punição por elas.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

As declarações foram dadas após o empate sem gols com o São Paulo neste domingo, pela 23ª rodada do Brasileirão. Em tom de desabafo, Léo disse não aguentar mais a indefinição com relação ao futuro de Ganso no Santos e que o meia, pelas conquistas que já teve com o clube, deveria ser valorizado.

Veja ainda:  Após críticas de Léo, Muricy volta a cobrar definição sobre Ganso

"Já encheu o saco isso. Não estou desmerecendo ninguém, mas o menino fez por merecer (um reajuste salarial)", declarou Léo no domingo. "Eu não vou falar de direção. Renova, não renova... grupo gestor. Apenas acho que se deve valorizar os profissionais que fizeram alguma coisa aqui no clube. O Ganso merece esse reconhecimento. Ele merece respeito", completou.

Leia abaixo a íntegra do comunicado de Léo nesta segunda:

Atento à repercussão de minhas declarações após o clássico deste domingo com o São Paulo, venho a público para esclarecer que meu objetivo foi apenas o de manifestar solidariedade a atletas que marcaram seus nomes com a camisa do Santos Futebol Clube.

Reconheço que talvez tenha extrapolado no tom de minhas palavras e que o momento pode não ter sido o mais oportuno, mas em nenhum instante tive a intenção de criticar a diretoria.

Trabalho com os atuais dirigentes desde o início do mandato do Presidente Luís Álvaro, em 2010, e sempre tive com todos um relacionamento aberto e respeitoso.

Nesses últimos dois anos e meio, juntamente com o elenco e comissão técnica, tive a felicidade de participar da conquista de cinco títulos, dentre eles a histórica Libertadores de 2011. Essa sequência vitoriosa já evidencia que o saldo do grupo que comanda o clube é altamente positivo

Assumo a responsabilidade de minhas declarações e irei aceitar qualquer tipo de sanção que seja aplicada a mim pela direção do Santos.

Com esse comunicado de minha parte, espero dar o assunto por encerrado, afirmando que não irei mais me manifestar sobre temas que não estejam relacionados às minhas atividades como atleta profissional de futebol.

Leia tudo sobre: LéoSantosBrasileirão 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG