Time mineiro perdeu a liderança e não vence há quatro jogos. Paulista ainda não deixa a zona de rebaixamento

Ronaldinho estreou contra o Palmeiras no 1º turno
Gazeta Press
Ronaldinho estreou contra o Palmeiras no 1º turno

A vitória sobre o Sport, no Pacaembu, deu sobrevida ao Palmeiras na luta contra o rebaixamento. Animado pelo resultado diante de um rival direto contra a zona da degola, a meta agora é aproveitar o momento instável do vice-líder Atlético-MG e, neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no estádio Independência, dar um bom passo para sair da área dos quatro piores, ainda que isso não seja possível nesta rodada.

Veja a classificação do Brasileirão

Até o encontro com o Rubro-negro, eram quatro jogos sem vitória da equipe de Luiz Felipe Scolari na competição. Mas, com mais de 30 mil pessoas acompanhando o Alviverde na capital paulista, o time conseguiu bater os comandados por Waldemar Lemos, chegou aos 20 pontos conquistados em 22 jogos, e já pensa em melhorar seu fraco retrospecto como visitante.

Dos 30 pontos em disputa fora de São Paulo, o Verdão conquistou apenas quatro - a pior margem entre os times da Primeira Divisão. Este número, porém, que não diminui as expectativas de Felipão, que sonha com ao menos um triunfo nos próximos dois jogos longe de São Paulo, contra Atlético-MG e Vasco.

"Eles vieram aqui e venceram. Podemos ir lá e também vencer o jogo", disse o técnico, lembrando da derrota que o Atlético-MG impôs sobre o Palmeiras, por 1 a 0, no primeiro turno, no Pacaembu.Para chegar ao sexto triunfo no Brasileirão, Scolari não terá seu primeiro volante, Henrique, que recebeu o terceiro cartão amarelo diante do Leão da Ilha e cumprirá suspensão automática. Além dele, o zagueiro Maurício Ramos, titular palmeirense, foi poupado por conta de dores musculares; com isso, Leandro Amaro deve fazer a dupla de zaga com Thiago Heleno.

Veja como o jogo do primeiro turno no Pacaembu

Além dos camisa 3 e 15, o Verdão ainda tem como desfalques: Barcos, na seleção argentina, Daniel Carvalho, Marcos Assunção, Wesley e Fernandinho, que estão em recuperação de contusões. Patrik, livre de um problema muscular, voltou a ser relacionado por Scolari e pode ser uma opção na partida deste domingo.

Artur, lateral direito titular, também volta à equipe. O camisa 2 foi reserva na última quinta por decisão do treinador, que tentou deixar o Palmeiras mais ofensivo com Correa improvisado na lateral. Na armação, Valdivia deverá ter mais uma vez a companhia de Tiago Real, destaque na última vitória palmeirense, com um gol e uma assistência.

O Galo, apesar da boa campanha no Brasileirão, ainda não venceu no returno e, consequentemente, perdeu a liderança da competição. Apesar do jejum de quatro jogos, o time mineiro, que soma 45 pontos na competição, tenta manter a calma e aposta no fato de atuar ao lado de sua torcida para se reencontrar na liga nacional.

"O nosso torcedor é diferenciado e vai entender que o time precisa muito dele nesses dois jogos que temos em casa, contra Palmeiras e São Paulo. Com o calor da nossa torcida, com a força da massa, vamos vencer", afirmou o técnico Cuca, que entra como favorito na partida, de acordo com seu rival."O Atlético-MG é uma equipe com uma queda de um, dois, três jogos, o que é normal. Eles jogam em casa e, por disputarem o título, levam alguma vantagem sobre nós. Ainda assim, temos condições de chegar a um ótimo resultado, que seria a vitória", decretou Luiz Felipe Scolari, planejando recuperar os pontos perdidos no primeiro turno.

Para enfrentar o Verdão, Cuca terá o importante retorno do craque Ronaldinho Gaúcho que cumpriu suspensão, assim como o lateral esquerdo Júnior César. O comandante alvinegro, porém, ainda terá desfalques para a partida, entre eles o jovem Bernard, punido com dois jogos de suspensão pelo STJD, pela expulsão no clássico contra o Cruzeiro.

Além de Bernard, Cuca não terá o zagueiro Réver, que serve a Seleção Brasileira. O meia-atacante Danilinho e o avante Jô estão entregues ao departamento médico e também ficam de fora do jogo contra o Palmeiras. Com tantos problemas, Cuca volta a frisar que este é o momento da torcida empurrar a equipe. "Essa é a hora da torcida ajudar o Galo, ela que tanto já fez e tanto nos ajudou", disse.

FICHA TÉCNICA -  ATLÉTICO-MG X PALMEIRAS

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 09 de setembro de 2012 (domingo)
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia (Fifa-RJ) e Marcelo Barison (RS)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Rafael Marques, Leonardo Silva e Júnior César; Pierre, Leandro Donizete, Escudero e Ronaldinho; Guilherme e Leonardo  Técnico: Cuca

PALMEIRAS: Bruno; Artur, Leandro Amaro, Thiago Heleno e Juninho; Márcio Araújo (Correa), João Vitor, Tiago Real e Valdivia; Luan e Obina  Técnico: Luiz Felipe Scolari

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.