Procura por ingressos para o amistoso é pequena. Mas, com os portões abertos, longa fila se formou para ver o treino do time de Mano Menezes

Uma longa fila se formou ao redor do Morumbi antes do treino da seleção nesta quinta
Bruno Winckler
Uma longa fila se formou ao redor do Morumbi antes do treino da seleção nesta quinta

A abertura dos portões para a torcida acompanhar o último treino da seleção brasileira antes da partida de sexta-feira contra a África do Sul atraiu bom público ao Morumbi na tarde desta quinta-feira.

Torcedor, você pagaria R$ 80 para ver o amistoso do Brasil? Comente

Uma longa fila se formou desde o portão 5 até a Praça Roberto Gomes Pedrosa (cerca de 300 metros) antes de os portões abrirem às 15h. O sol forte que castiga a capital paulista não intimidou os torcedores. "De graça vale a pena", comentou um dos presentes na fila.

Houve a divulgação de que seria preciso levar um quilo de alimento não perecível para entrar no estádio, mas muitos torcedores que foram ao estádio sem a doação entraram sem problemas. Às 15h47 os jogadores entraram em campo e foram muito aplaudidos pelos cerca de 2,5 mil torcedores que já haviam entrado no estádio e ocuparam um dos anéis inferiores cobertos.

Leia mais: Contra violência da torcida, Maracanã deve reabrir com Brasil x Inglaterra

A CBF liberou a entrada do torcedor para tentar aproximar o torcedor paulistano da seleção e aumentar a expectativa para a partida contra os africanos. Na véspera do amistoso, ainda é baixa a procura por ingressos no estádio para a primeira partida do time de Mano Menezes no país depois da perda do ouro olímpico em Londres.

Até a noite de quarta-feira, 32 mil ingressos foram vendidos para a partida. Há poucas filas no Morumbi, mas há 11 outros postos de venda em todo o Estado de São Paulo. Foram colocados 64 mil ingressos à venda e o bilhete mais barato sai a R$ 80.

Mano Menezes vai utilizar o treino desta quinta-feira para definir a equipe titular contra a África do Sul. A expectativa é que o treinador escale uma equipe ofensiva com um quarteto de frente formado por Oscar, Lucas, Neymar e Leandro Damião. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.