Segurança do São Paulo veta presença de torcida e frustra moradores de Cotia

Fãs de Neymar levaram presentes para o jogador mas não tiveram acesso ao CT são-paulino
Bruno Winckler
Fãs de Neymar levaram presentes para o jogador mas não tiveram acesso ao CT são-paulino

No dia do primeiro treino da seleção brasileira no centro de treinamentos do São Paulo, em Cotia, quem roubou a cena estava fora do terreno destinado à formação dos jovens jogadores do clube. A cerca de 100 m do campo onde Mano Menezes comandou a atividade visando o jogo de sexta-feira contra a África do Sul, no Morumbi, um candidato a vereador e fãs de Neymar fizeram barulho para convencer a segurança do clube a liberar a entrada. A tentativa foi em vão.

Comente esta notícia e deixe seu recado para outros torcedores

"Eu só quero entregar um presente para o Neymar. Eu amo o Neymar", disse uma das meninas esprimidas numa das grades do CT, um dos poucos lugares que dava vista para o campo.  

Ao lado das meninas, um candidato a vereador da cidade de Cotia empunhava um megafone para pedir pela compaixão dos seguranças do São Paulo e da seleção brasileira e liberasse a entrada das cerca de 100 pessoas que se aglomeraram no portão de entrada da imprensa no CT.

"Vamos liberar a entrada da população cotiana. Não estou fazendo campanha. É um direito do cidadão de Cotia em acompanhar a seleção brasileira, que mais que um time de futebol, representa nosso país", dizia Wellington Formiga, candidato do PC do B à Câmara Municipal de Cotia.

Veja também: Mano esboça time com Lucas, mas pode perder Daniel Alves e Sandro

O apelo não foi suficiente e a segurança do São Paulo não atendeu ao pedido. "Aqui não é lugar pra fazer política. Está todo mundo trabalhando aqui dentro", disse um dos seguranças do clube. "Vamos vaiar! Essa é a seleção de todos os brasileiros", disse o candidato de 25 anos. 

Normalmente o CT é aberto para jogos dos times das categorias de base do São Paulo. Nesta sexta-feira, contudo, nada feito. A Guarda Civil de Cotia levou três viaturas para garantir a segurança do local e o acesso ao treino não foi liberado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.