Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Kaká fala em 'reinício' da carreira e assegura: "Mourinho vai me dar chances"

Meia negou discussão com o técnico e afirma que sonha em recuperar o espaço no clube espanhol e na seleção brasileira

iG São Paulo |

Em baixa na carreira, Kaká afirmou à Rede Globo que "vale a pena" dar prosseguimento na carreira e conta com o apoio do técnico do Real Madrid, José Mourinho, para voltar à seleção brasileira. O meia negou que tenha desavenças com o treinador, que, segundo a imprensa europeia, não gostaria mais de contar com os serviços do jogador.

Kaká voltará aos bons tempos? Deixe o seu comentário

"É como se estivesse reiniciando uma carreira aos 30 anos, depois de tudo o que conquistei. Eu me pergunto: será que vale a pena? Por enquanto a resposta tem sido positiva, ainda quero isso.", tenta se motivar Kaká, dizendo que a meta do momento é estar novamente entre os relacionados do clube merengue.

Veja fotos da carreira de Kaká:


Leia mais: Auxiliar-técnico de Mourinho assegura que Kaká será aproveitado no Real Madrid

"É uma relação profissional (com Mourinho), de respeito mútuo. Acho normal que de vez em quando um treinador confie mais em um jogador do que no outro. Ele deixou claro que iria me respeitar e me dar oportunidades dá mesma maneira para todo mundo.", afirmou o meia, dando detalhes da tão comentada reunião com Mourinho.

Veja ainda: Jornal diz que Kaká se recusou a posar para pôster de campeão no Real Madrid

"A reunião aconteceu, mas aqueles comentários não são verdade. Eles (comissão técnica e diretoria) estipularam uma estratégia, algo que fosse bom para mim e para o clube", acrescentou o craque, que foi cogitado por diversos clubes. "Todas essas especulações sobre o Paris Saint-Germain, Milan, não houve nada disso. Chegou uma proposta da China, e outras de alguns campeonatos que eu não queria jogar", desconversou Kaká.

Confira ainda: Arsenal bate Liverpool fora de casa, afunda rival e vence primeira no Inglês

O atleta também garantiu que em nenhum momento passou pela sua cabeça voltar ao São Paulo, onde foi revelado para o futebol. A meta é vestir novamente a camisa da seleção. "Não, não foi a minha prioridade essa volta (ao São Paulo). Tenho muita vontade de retornar para a aeleção, por merecimento", projeta o meia, que primeiro precisará 'conquistar' Mourinho.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG