Treinador, que parou de dirigir o jogador por conta de problemas de relacionamento, disse que o ex-comandado foi expulso por exagerar no 'entusiasmo e vontade que sempre tem'

Com 15 minutos de jogo, Luiz Felipe Scolari viu seu desafeto Kleber ser expulso e deixar o Grêmio com um a menos. Um dos responsáveis pela saída do Gladiador do Palmeiras , o técnico, que continua se dizendo fã do futebol do atacante do Grêmio, apontou "vontade exagerada" como possível razão do cartão vermelho, mas não deixou de dar uma leve cutucada no ex-comandado.

Veja os gols dos jogos de sábado do Campeonato Brasileiro:

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros internautas

"Quem sabe ele tenha exagerado um pouquinho no entusiasmo e na vontade que sempre tem. Às vezes, a vontade dele ultrapassa o limite", opinou Felipão, sem ser claro ao argumentar se o árbitro Sandro Meira Ricci acertou na exclusão do camisa 30 do Tricolor. "Não tenho condição de analisar de onde eu estava, não vi o lance como o árbitro, lá dentro."

Leia mais: "A torcida tem todo o direito de me chamar de burro", diz Felipão

A curta presença do Gladiador em campo no Pacaembu neste sábado teve dois chutes sem perigo e dois cartões amarelos.  Scolari afirmou que a opção pela expulsão não pode ser considerada injusta. "É uma jogada de jogo, de adiantar a bola ou deixar o braço. Muitas vezes é analisada pelo árbitro como expulsão, tanto para o Kleber como para um jogador meu ou do São Paulo. São jogadas que acontecem. A expulsão não era esperada nem é o fim do mundo para ninguém."

Veja ainda: Palmeiras se agarra à fé e crê que não jogará a Série B "em nome de Jesus"

O treinador do Palmeiras não quis nem comentar as reclamações de Luxemburgo sobre a atuação de Ricci - Luxemburgo alega que Luan cometeu falta parecida e não levou cartão. "É normal ele lamentar a expulsão do Kleber. Claro, ficou com um a menos. Mas ele (Sandro Meira Ricci) expulsou, ok, e depois, fez uma bela arbitragem, normal, sem prejudicar nem A nem B", afirmou Felipão.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.