Treinador, que já dirigiu o clube no primeiro semestre de 2011 retornou para tentar manter o clube catarinense na Série A

Márcio Goiano voltou com a missão de evitar o rebaixamento
Divulgação
Márcio Goiano voltou com a missão de evitar o rebaixamento

Dispensado do Figueirense durante o Campeonato Catarinense de 2011, o técnico Márcio Goiano foi o escolhido pela diretoria para comandar a reação da equipe no Brasileirão após a dispensa de Hélio dos Anjos. O novo comandante estreou neste sábado, no empate por 2 a 2 diante do Fluminense, em Orlando Scarpelli, e se sentiu "como se fosse a primeira vez" que pisava no gramado do lugar onde foi ídolo como zagueiro.

Leia também:  Figueirense aprova empate "na raça" com o Flu, mas fará DVD contra arbitragem

"Senti a emoção de sempre quando tive a oportunidade de subir para o gramado. E tenho que agradecer mais uma vez, porque hoje senti na pele o apoio do torcedor quando entrei no campo. Mesmo perdendo por 2 a 0 a torcida deu força, então mais uma vez o torcedor faz com que a gente se sinta bem. Agora cabe a mim estar cobrando os jogadores, porque na quarta-feira o torcedor vem novamente e com a ambição da vitória", contou Márcio Goiano após o empate que não tira o Figueirense da lanterna do Brasileirão.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Mesmo com pouco tempo para preparar o time, o treinador garante já conhecer boa parte dos jogadores do elenco e promete: o time evoluirá nas próximas rodadas: "No pouco tempo em que estou, praticamente um treino só, é o grupo que está trabalhando por si só, consciente do problema a curto prazo. Temos que passar para eles que têm condição de mudar e todos os jogadores estão procurando fazer o melhor. Cabe a nós cobrar, porque sabemos que o time tem condições. A gente vai brigar enquanto tiver forças para que façam sempre o melhor".

Depois do jogo em que o Figueirense perdeu um jogo que "poderia fazer a diferença", o clube volta a campo na próxima quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), quando recebe o Corinthians no Orlando Scarpelli.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.