Atleta preferiu não explicar o motivo, mas diz que a razão é de cunho profissional e nega que tenha a ver com o prêmio de melhor jogador da Europa concedido a Iniesta

EFE

Cristiano Ronaldo anotou dois gols, mas a celebração foi discreta
Getty Images
Cristiano Ronaldo anotou dois gols, mas a celebração foi discreta

O atacante Cristiano Ronaldo foi o grande destaque da primeira vitória do Real Madrid no Campeonato Espanhol, obtida neste domingo diante do Granada, pelo placar de 3 a 0, mas não se mostrou nada feliz após o apito final e garantiu que dentro do clube algumas pessoas sabem os motivos disso.

Leia também:  Com gols de Cristiano Ronaldo, Real reage no Espanhol e vence após 3 jogos

"As pessoas sabem por que não comemoro os gols. Não comemoro quando estou triste", declarou o astro português na zona mista do estádio Santiago Bernabéu com semblante fechado. "É um motivo profissional", acrescentou CR7 diante da insistência dos repórteres.

Cristiano descartou que a tristeza se deva à perda do prêmio de melhor jogador da Europa, dado pela Uefa na última quinta-feira ao meia Andrés Iniesta, do Barcelona, ou mesmo à lesão que o fez ser substituído no decorrer do jogo diante do Granada.

O que você acha que causou a tristeza de Cristiano Ronaldo? Deixe seu comentário!

"Se tivesse ganhado o prêmio de jogador do ano, não me surpreenderia, mas também não me surpreendi por não ter ganhado. O prêmio é o de menos. Há coisas mais importantes", destacou.

"Estou mal porque minha perna vem doendo. Vamos ver se nos próximos dias me recupero. Não estou bem, mas me apresentarei à seleção. Quero jogar porque são duas partidas importantes", acrescentou o atacante, em referência aos dois primeiros jogos de Portugal pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, contra Luxemburgo e Azerbaijão.

Cristiano chegou neste domingo à marca de 149 gols como jogador do Real Madrid. Alguns consideram que esse número é de 150, mas um gol creditado ao português em 2010 foi dado pelo árbitro ao zagueiro Pepe.

FUTEBOL ESPANHOL:  Adriano faz golaço e mantém 100% do Barcelona diante do Valencia

"Estou muito feliz por essa sequência de gols, mas o mais importante é a equipe. Conseguimos uma vitória e, para nós, o campeonato começou hoje", salientou o craque, que saiu da zona mista deixando uma mensagem enigmática.

"As pessoas de dentro do clube sabem por que estou triste. Não digo nada mais", encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.