Tamanho do texto

O comandante cruzmaltino não quis reclamar das perdas no elenco para explicar as derrotas

Cristóvão Borges, técnico do Vasco
AE
Cristóvão Borges, técnico do Vasco

Após a derrota por 2 a 0 para o Grêmio que significou cinco jogos sem vencer para o Vasco , o técnico Cristóvão Borges admitiu que a fase da equipe não é boa e acrescentou: o time nunca passou por um momento assim desde que ele chegou.

E MAIS: Grêmio derrota o Vasco no Sul e encosta nos líderes do Brasileiro

"A situação é difícil porque é uma longa sequência negativa e isso nunca aconteceu enquanto a gente esteve aqui, é uma equipe acostumada a manter uma regularidade positiva. Precisamos continuar trabalhando para reverter isso porque, enquanto não ganharmos, a distância para a liderança vai aumentando", declarou o treinador.

VEJA TAMBÉM:  Vascaíno Alecsandro joga culpa pela derrota na arbitragem

O comandante cruzmaltino não quis reclamar das perdas no elenco para explicar a má fase. "Alguns jogadores não conseguiram manter o mesmo nível de antes e sofremos com algumas contusões. Sobre as negociações, isso já passou, não podemos ficar revivendo isso. O nosso presente é esse e temos que resolver os problemas", afirmou.

Você concorda com Cristovão Borges? Deixe seu comentário sobre esta notícia

Ao falar da partida contra o Grêmio propriamente dita, Cristóvão criticou o sistema ofensivo. "Tivemos dificuldade na frente, não conseguimos sair da marcação. Erramos muitos passes e, principalmente no primeiro tempo, tivemos dificuldade em prender a bola no ataque e isso causava dificuldades à defesa. Avançamos pouco, criamos pouco e por isso fomos derrotados", analisou o treinador.

O Cruz-maltino soma 35 pontos na quarta posição do Campeonato Brasileiro. No sábado, às 21 horas (de Brasília), a equipe recebe a Portuguesa pela 21ª rodada da competição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.