Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico deu aval para o estádio seja modificado. Falta ainda o alvará da Prefeitura

Projeto da cobertura do Morumbi
Reprodução
Projeto da cobertura do Morumbi

O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) avalizou nesta terça-feira a instalação da cobertura do Morumbi, uma das etapas do projeto de modernização do estádio do São Paulo .

Torce pela modernização do Morumbi? Deixe seu comentário

Moradores vizinhos haviam entrado com ação civil pública pedindo tombamento do estádio e de áreas próximas a ele. Agora, com a liberação do Conpresp, resta ao clube obter alvarás da Prefeitura para dar andamento nas obras.

O projeto, que ficará a cargo da construtora Andrade Gutierrez, prevê a cobertura de todos os assentos da arquibancada do Morumbi com uma estrutura metálica.

A ideia é que a obra dure 18 meses. Segundo o São Paulo, contudo, isso não deve impedir que o time utilize o estádio, já que a maior parte dos trabalhos vai ocorrer na parte externa e em períodos em que a equipe não esteja em atividade.

Além da cobertura, o clube pretende implantar atrás de um dos gols área para arena com capacidade para 25 mil pessoas, na qual será possível realizar apresentações musicais e outros eventos. No entorno do Morumbi, serão levantados ainda um hotel e um memorial do clube.

Leia mais: São Paulo faz parceria para cobrir Morumbi e ter arena multiuso

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.