Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Meia brasileiro nega embriaguez ao volante e diz que imprensa exagerou

Guly do Prado, que joga na Inglaterra, no Southampton, teria sido parado por policiais e levado algemado para a delegacia. Em nota oficial, ele se defendeu das publicações

iG São Paulo |

Divulgação
Guly do Prado, meia do Southampton

Depois do lateral esquerdo André Santos , do Arsenal, mais um brasileiro se envolveu em polêmica no trânsito inglês. De acordo com o diário "Daily Echo", o meia Guly do Prado, jogador do Southampton, foi pego pela polícia local dirigindo embriagado na última segunda-feira e acabou preso sendo detido, posteriormente liberado após pagar fiança.

EXLUSIVO:  Brasileiro do Southampton elogia ingleses e sonha com a Ponte Preta

Segundo a publicação, Guly  dirigia um Porsche perto da saída de um restaurante e foi parado por policiais, chegando a ser algemado. O "Daily Echo" disse que a polícia confirmou a prisão de um homem de 30 anos, que seria o brasileiro.

E MAIS:  André Santos nega que pode ser preso e diz que imprensa exagerou

Nesta terça-feira, um dia depois do incidente, o jogador divulgou uma nota oficial através da sua assessoria de imprensa negando que estivesse dirigindo bêbado e que de forma alguma foi algemado pelos policiais.

Confira abaixo o comunicado na íntegra :

"Bom dia a todos,

Eu queria pessoalmente reagir ao incidente que aconteceu na segunda-feira.

Confirmo que os policiais me pararam na rua depois de sair de uma casa noturna. Ao contrario que falaram as mídias, eu não estava bêbedo. Festejei com meus amigos e tinha bebido um pouquinho mais do que o autorizado. Não estava guiando de forma errada, pois eles me pararam logo quando entrei no caro. Eu estava num estado que me permitia dirigir meu carro. Sempre fui uma pessoa responsável, não cheguei a este nível sem isso.

Nesta ocasião eu fui denunciado por alguém que estava na mesma casa noturna. Não paguei nada aos policiais, eles pediram meus documentos e eu fui convocado para uma audiência em setembro. Fiquei três horas na delegacia com eles, sem reclamar. Eu não fui algemado como as mídias indicaram.

Queria me desculpar sobre o que ocorreu, sobretudo para o clube do Southampton e aos torcedores. Eu sei que a imagem do clube esta envolvida neste caso, mas foi realmente um acidente, e eu repito, não estava bêbedo e não fiz nada de violento.

Nós jogadores estamos muito expostos e temos que tomar mais cuidado neste tipo de situação, controlando cada passo quando entra na vida pública.

Sei que este é um ano muito importante para o Southampton e para mim, certamente o ano o mais importante de minha carreira. Vou me dedicar ao máximo para o clube e durante os treinos para tentar ajudar o Southampton a atingir seus objetivos este ano.

Grande abraço a todos
Guly do Prado"

Leia tudo sobre: InglaterraGuly do PradoSouthamptonFutebol Mundial

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG