Atacante gremista entende que Atlético-MG e Fluminense manterão o mesmo aproveitamento do primeiro turno e assim sua equipe poderá tirar vantagem desta situação

Kléber esta confiante nas chances do Grêmio para brigar pelo título brasileiro este ano
Gazeta Press
Kléber esta confiante nas chances do Grêmio para brigar pelo título brasileiro este ano

O crescimento de desempenho das equipes que estiveram envolvidas com competições no primeiro semestre deve fazer o segundo turno do Campeonato Brasileiro ser mais equilibrado que o primeiro. A avaliação é do atacante Kléber , do Grêmio , que aposta nesse panorama para que o time gaúcho possa chegar ao título nacional.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Acho que os primeiros podem cair, sim. Neste ano, os times de São Paulo estiveram envolvidos em outras competições, como o Corinthians e o Santos na Libertadores, e o Palmeiras na Copa do Brasil, e acabaram deixando de somar pontos. Eles vão melhorar. O mesmo vale para as equipes que lutam contra o rebaixamento. Será mais difícil", projetou Kléber, acreditando que Atlético-MG e Fluminense não conseguirão manter seus aproveitamentos de 80% e 74%, respectivamente.

Veja também: Dirigentes de Grêmio e Inter trocam farpas após o clássico gaúcho

O Grêmio fechou o turno na terceira colocação, com 37 pontos, cinco pontos atrás do Fluminense e seis do clube mineiro, que ainda tem um jogo a menos. O aproveitamento da equipe de Vanderlei Luxemburgo é de 65%, o que seria suficiente para ser campeão brasileiro nos últimos três anos. No entanto, a campanha acima da média histórica dos dois primeiros colocados atrapalha os planos gremistas.

Leia também: Herói na vitória no Gre-Nal, Elano desfalca o Grêmio nos próximos dois jogos

Nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), o time gaúcho enfrenta o Vasco, quarto colocado, com 35 pontos, no estádio Olímpico. Para este jogo e contra o Palmeiras, neste sábado, Luxemburgo não terá o meio-campista Elano, que se lesionou durante a vitória gremista por 1 a 0 sobre o Internacional, no último domingo.

Relembre a história do Brasileirão, de 1971 a 2011, no infográfico do iG

Apesar da ausência de Elano, Kléber acredita que a equipe tricolor não terá problemas por jogar sem seu principal articulador. "O Marquinhos entrou bem nos últimos jogos. Acho que dá para manter a dinâmica no meio, mas muda um pouco o estilo", encerrou.

* Com Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.