Atacante peruano ficou de fora de clássico contra o São Paulo, mas pode voltar na quarta

Guerrero se esforça para reforçar o Corinthians contra o Fluminense
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Guerrero se esforça para reforçar o Corinthians contra o Fluminense

O atacante Paolo Guerrero estava praticamente descartado para a partida do Corinthians nesta quarta-feira, mas evoluiu das dores no tornozelo direito e ainda tem chance de ser liberado para o jogo contra o Fluminense , pelo Campeonato Brasileiro . O peruano fez uma leve corrida no gramado nesta segunda e depende de uma reavaliação na manhã de terça.

Sem chances de título, corintianos têm como única motivação atrapalhar líderes

"Ele melhorou bastante, trotou hoje (segunda) e vamos ver como estará amanhã. Temos de saber como será a resposta", afirmou o médico do clube, Júlio Stancati, em contato por telefone.

Corinthians fracassa em meta no primeiro turno e já fala em cumprir tabela

Guerrero sofreu a lesão na quarta-feira e, desde então, está em tratamento, inclusive no fim de semana. Nesta segunda, o peruano não chegou ao campo com o restante do elenco, pois ficou em tratamento. Só no fim da manhã o atacante apareceu para correr no gramado, ao lado do fisioterapeuta Bruno Mazziotti.

Apesar da evolução, a chance de o jogador ser ficar à disposição de Tite para encarar o Fluminense ainda é pequena. Já Edenílson trabalhou com bola em campo e está liberado para ser aproveitado pelo treinador, depois de ter fraturado o nariz no fim de julho.

Porém, para entrar em campo, o atleta precisará usar uma máscara de proteção no rosto, que já vem sendo utilizada nos treinos. "Ele está liberado, depende agora da parte técnica. E ainda precisa usar o protetor nesta semana, só na próxima vai poder ficar sem".

O lateral direito Weldinho, por sua vez, está livre das dores musculares e foi liberado pelos médicos, mas fica agora sob a supervisão do preparador físico Fabio Mahseredjian. Jorge Henrique é o que precisará de mais tempo para voltar aos gramados, pois ficará mais dez dias no departamento médico, por conta da lesão na coxa esquerda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.