Com o resultado, o time do técnico Caio Júnior chegou aos 17 pontos em 19 partidas disputadas e ocupa a 16ª colocação

O Bahia iniciará o segundo turno do Campeonato Brasileiro fora da zona de rebaixamento. Neste domingo, o time começou bem, mas não conseguiu aproveitar o fato de atuar em casa para bater o Atlético-GO, rival direto pelo rebaixamento. Após fazer o primeiro gol ainda no começo de jogo com Fabinho, de cabeça, o time de Salvador levou a vantagem até os 37 minutos do segundo tempo, mas Diogo Campos, de cabeça, decretou o 1 a 1 em Pituaçu.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o resultado, o time do técnico Caio Júnior chegou aos 17 pontos em 19 partidas disputadas e é o 16º colocado, apenas uma posição acima da zona da degola. Diante disso, o Palmeiras, atual campeão da Copa do Brasil e derrotado pelo Santos, sábado, no Pacaembu, volta a figurar entre os quatro piores da competição.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O Atlético-GO, por sua vez, teve sua animação contida depois da classificação à fase internacional da Copa Sul-americana. No torneio doméstico, o time goiano ainda soma 16 pontos e está na área de rebaixamento da competição. Seu próximo jogo será na quarta, diante do Cruzeiro, enquanto o Bahia encara o Santos na Vila Belmiro.

Fabinho comemora seu gol pelo Bahia diante do Atlético-GO
Agência O Globo
Fabinho comemora seu gol pelo Bahia diante do Atlético-GO

O jogo

Durante a semana, o meia Caio, que entrou no lugar do suspenso Mancini, treinou jogadas de bola parada. Aos oito minutos de jogo, o trabalho surtiu efeito: em falta pela esquerda, o armador levantou dentro da área e o volante Fabinho apareceu livre dentro da área, para desviar de cabeça e abrir o placar no estádio Pituaçu.

O resultado animou o time de Caio Júnior, que tentou abafar os visitantes. Souza, de fora da área, arriscou contra o gol de Márcio. O camisa 1 atleticano teve dificuldades no primeiro momento, mas levantou-se para conseguir agarrar a bola. Depois do lance, porém, o Tricolor diminuiu sua força ofensiva e o Dragão tentava incomodar.

Aos 25 minutos, Wesley recebeu de Patric e da entrada da área soltou uma bomba; o chute saiu sem direção, por cima do gol, em tiro de meta. A resposta veio pouco depois, após confusão dentro da área do Atlético-GO, Caio desviou de cabeça mas a zaga conseguiu afastar quase em cima da linha.

Ainda no final do primeiro tempo, o time do Centro Oeste teve uma chance em cobrança de falta efetuada pelo goleiro Márcio. O tiro saiu sem força e ficou facilmente nas mãos de Marcelo Lomba. Nos acréscimos, Joílson acertou de longe um forte chute, que bateu no travessão na última grande chance da etapa inicial.

No recomeço da partida, nova chance para Caio em cobrança de falta: o armador desta vez mandou direto e Márcio estava atento para cair no canto direito e fazer a defesa. Pouco depois, o camisa 1 vacilou e Souza teve condições de ampliar, mas o camisa 9 chutou torto, para fora.

Atrás no placar, o Atlético-GO passou a povoar o ataque e o Bahia, com a vantagem do resultado, ficou mais retraído. Patric chegou a empatar, mas a arbitragem assinalou impedimento no lance. Em outras duas chances, o time goiano chegou perto do empate, mas esbarrou em Lomba e na trave.

O empate veio aos 37 minutos. Após jogada pela esquerda, Eron recebeu o passe e cruzou para o meio da área. Diogo Campos, que entrara na vaga de Wesley no jogo, desviou de cabeça e desta vez Lomba não conseguiu defender. O resultado, porém, não tirou o Dragão da zona de rebaixamento; o Bahia, por sua vez, está fora da degola momentaneamente, mas sabe que ainda precisa melhorar para não conviver com o risco de voltar à Série B.

Confira as fotos dos jogos deste domingo:


FICHA TÉCNICA
BAHIA 1 X 1 ATLÉTICO-GO

Local: estádio Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 26 de agosto de 2012, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (CBF-SP)
Assistentes: Thiago Gomes Brígido (Asp. Fifa-CE) e Lúcio da Silva de Mattos (CBF-PA)
Cartões amarelos: Marcelo Lomba, Jussandro e Fabinho (Bahia); Pituca, Marino, Ernandes, Wesley (Atlético-GO)
GOLS: Bahia: Fabinho, aos oito minutos do primeiro tempo
Atlético-GO: Diogo Campos, aos 37 minutos do segundo tempo

BAHIA: Marcelo Lomba; Neto, Titi, Danny Morais e Jussandro (Victor Lemos); Fahel, Fabinho, Caio (Cláudio Pitbull) e Zé Roberto (Jéferson); Gabriel e Souza
Técnico: Caio Júnior

ATLÉTICO-GO: Márcio; Marcos, Gustavo, Reniê e Eron; Dodó (Pituca), Marino, Ernandes e Joilson (Ricardo Bueno); Wesley (Diogo Campos) e Patric
Técnico: Jairo Araújo (interino)


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.