Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Neymar quebra tabu e Palmeiras vai terminar o turno na zona da degola

Neste sábado, no clássico disputado no Pacaembu, o atacante marcou os dois gols da vitória santista por 2 a 1

João Pontes - iG São Paulo | - Atualizada às

O Palmeiras costuma ser uma pedra na chuteira de Neymar . No entanto, neste sábado, o melhor jogador do futebol brasileiro acabou com um jejum particular de sete jogos sem vitórias contra o rival. Com dois belos gols, o camisa 11 comandou o triunfo do Santos , de virada, por 2 a 1 – Corrêa marcou o primeiro gol do jogo.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Com o resultado, o Palmeiras vai terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento. O time de Luis Felipe Scolari ainda ocupa a 16ª colocação, mas será ultrapassado por Bahia ou Atlético-GO, que se enfrentam neste domingo, em Salvador. Já o Santos, embalado pela terceira vitória seguida na competição, subiu para a nona colocação.

Clique aqui e confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Agora, no segundo turno do Brasileirão, o Santos busca manter a arrancada para conquistar uma vaga na Copa Libertadores. Enquanto isso, o Palmeiras só pensa em não terminar o campeonato rebaixado para a segunda divisão.

O jogo:

O clássico disputado no Pacaembu começou equilibrado, com as duas equipes preocupadas com a marcação e sendo pouco efetivas nas jogadas de ataque. Os argentinos Barcos e Patito Rodríguez, por exemplo, arriscaram chutes de fora da área, mas ambos passaram bem longe do gol.

A primeira chance de perigo da partida foi criada apenas aos 19 minutos. Betinho recebeu na entrada da área e soltou a bomba, tirando tinta da trave defendida por Rafael. No minuto seguinte, Barcos invadiu a área, driblou Bruno Peres e tocou para Mazinho fazer o gol, tirando a bola do goleiro santista. Porém, Durval fez a cobertura e afastou o perigo.

Depois do susto, o time da Vila Belmiro conseguiu responder aos 28 minutos. Em jogada de contra-ataque, Neymar disparou com a bola, passou com facilidade por dois marcadores e chutou forte por cima do gol, assustando o goleiro Bruno.

Buscando mais o ataque que o adversário, o time do Palestra Itália abriu o placar aos 40 minutos. Após boa troca de passes entre Juninho e Mazinho, Corrêa recebeu na entrada da área e mandou a bomba no cantinho, sem chance para Rafael.

Futura Press
Barcos lamenta defesa do goleiro Rafael

Com Ganso, André e Patito apagados na primeira etapa, Neymar chamou a responsabilidade e empatou o clássico aos 44 minutos. Em cobrança de falta de longa distância, o camisa 11 acertou na gaveta para marcar o golaço.

No segundo tempo, as equipes voltaram sem alterações. Assim como no começo da primeira etapa, Palmeiras e Santos se preocuparam em fechar os espaços e nenhuma boa jogada de ataque foi criada.

No entanto, aos 17 minutos, o melhor jogador do futebol brasileiro resolveu mudar o panorama da partida. Neymar ficou com a bola na entrada da área e mesmo cercado por dois marcadores encontrou espaço para bater rasteiro. Mal posicionada, Bruno não conseguiu defender a bola que saiu fraca, mas que acertou a trave antes de morrer no fundo da rede.

Com a vantagem no placar, o Santos conseguiu controlar as ações. Porém, aos 43 minutos, o Palmeiras quase deixou tudo igual. Após cruzamento na área, Barcos testou no canto e Rafael fez a defesa mais difícil da partida.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 2 SANTOS

Local: Estádio Municipal do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25 de agosto de 2012, sábado
Horário: 18h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Márcio Luiz Augusto e Danilo Ricardo Simon Manis (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Antonio Batista do Prado e Marcelo Pietro Alfieri (ambos de SP)

Cartões amarelos: João Vitor, Valdivia e Maurício Ramos (Palmeiras); Adriano (Santos)
GOLS: PALMEIRAS: Corrêa, aos 40 minutos do primeiro tempo
SANTOS: Neymar, aos 43 minutos do primeiro tempo e aos 17 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Bruno; João Vitor (João Denoni), Maurício Ramos, Leandro Amaro e Juninho; Henrique, Corrêa, Mazinho (Obina) e Valdivia; Betinho (Vinícius) e Barcos
Técnico: Luiz Felipe Scolari

SANTOS: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Juan; Adriano (Gérson Magrão), Arouca, Patito Rodríguez (Felipe Anderson) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e André (Bill)
Técnico: Muricy Ramalho

Leia tudo sobre: SantosPalmeirasBrasileirão 2012Neymar

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG