Técnico do Real Madrid rebate crítica do ex-jogador holandês, que havia dito que o português preferia gastar a apostar nas categorias de base

Agência Estado

José Mourinho, técnico do Real Madrid
AP
José Mourinho, técnico do Real Madrid

Recentemente, o holandês Johan Cruyff, ex-técnico do Barcelona , criticou o trabalho de Mourinho, apontando que o português preferia gastar altos valores em contratações do que apostar nas categorias de base do Real Madrid . A resposta veio neste sábado, durante entrevista coletiva de Mourinho em Madri.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Outro dia um senhor disse que ele gostava muito mais da formação do que da compra de jogadores. Esse senhor foi campeão só uma vez e tinha quatro atletas formados na base: Romário, Laudrup, Stoichkov e Koeman", ironizou.

Leia também: Mourinho diz que Kaká é quem deve responder sobre seu destino

O tema veio à tona neste sábado porque logo mais os times B de Barcelona e Real Madrid se enfrentam em jogo válido pela segunda divisão da Espanha. Ali não estará Morata, que Mourinho barrou na equipe de aspirantes para ficar no banco da partida do time principal contra o Getafe.

Quando as equipes principais de Barcelona e Real Madrid se enfrentaram na quinta-feira, no jogo de ida da Supercopa da Espanha, o português Coentrão mais uma vez falhou. Nas costas dele saiu o gol de empate do time catalão, logo em seguida de Cristiano Ronaldo abrir o placar. Mourinho, porém, defendeu seu compatriota. "Coentrão fez uma partida perfeita. Repito: perfeita."

Veja ainda:  Real Madrid empresta meia Sahin para o Liverpool

O treinador também comentou a montagem do elenco para o restante da temporada. Avisou que Sahin vai mesmo para o Liverpool, por empréstimo, e disse que aguarda uma definição da situação de Kaká. "O futuro dele é ele a melhor pessoa para responder. Limito-me a tirar o melhor rendimento possível de cada jogador. Se em 1.º de setembro ele estiver aqui, respeitarei e tentarei tirar o melhor rendimento possível, como foi no ano passado."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.