Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google

Guarani vira e quebra invencibilidade de 16 jogos do São Caetano

Fumagalli e Rodrigo Arroz marcaram para o time campineiro. Éder abriu o placar para o time da casa

Gazeta |

Futura Press
São Caetano saiu na frente em casa, mas sofreu a virada e não comemorou a vitória

O Guarani conseguiu, neste sábado, sua primeira vitória como visitante no Campeonato Brasileiro da segunda divisão nesta temporada. Em partida válida pela última rodada do primeiro turno da competição, a equipe de Campinas venceu o São Caetano de virada, por 2 a 1, no estádio Anacleto Campanella, e quebrou a invencibilidade de dezesseis jogos do adversário.

Quem subirá para a primeira divisão nesta temporada? Comente

Os gols do time comandado por Osvaldo Alvarez foram marcados por Fumagalli, aos dezenove minutos do segundo tempo, e Rodrigo Arroz, aos trinta e nove minutos. Pelo lado do São Caetano , o meio-campista Éder abriu o placar, aos dezessete minutos da etapa inicial, mas não foi capaz de evitar a derrota do time do ABC paulista.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO E OS PRÓXIMOS JOGOS DA SÉRIE B

Com este resultado, o São Caetano mantém uma sequência negativa diante do Guarani . Desde 2009 o time não triunfa diante da equipe alviverde. Neste período, foram seis vitórias do clube de Campinas. O Guarani fica momentaneamente na 12ª colocação, com 24 pontos, enquanto o time do ABC cai para a quinta colocação, com 34 pontos.

Na próxima terça-feira, às 21h50 (de Brasília), a equipe comandada por Sérgio Guedes volta a campo para enfrentar o ASA , no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. No mesmo dia, o Guarani mede forças com o Paraná , às 19h30 (de Brasília), no Brinco de Ouro da Princesa.

O jogo
Apesar de o São Caetano atuar em casa, quem começou melhor foi o Guarani. Logo aos três minutos, o volante Fábio Bahia invadiu a área da equipe do ABC paulista pelo lado direito e cruzou para o atacante Schwenck, que deslocou o goleiro Luiz sem maiores dificuldades, mas o zagueiro Gabriel, quase em cima da linha, impediu que a equipe visitante abrisse a contagem do placar.

Após o susto, o time comandado por Sérgio Guedes equilibrou as ações da partida e conseguiu melhorar seu desempenho no setor ofensivo. Já o Guarani buscava marcar o gol através de jogadas de escanteio, mas não teve êxito em suas tentativas. Com isto, quem inaugurou o marcador foi o São Caetano, aos dezessete minutos, quando o meio-campista Éder aproveitou passe de Diego, deu bonito drible em Oziel e completou de perna esquerda para o gol defendido por Emerson.

Cinco minutos depois, o São Caetano teve chance de aumentar sua vantagem diante da equipe de Campinas. Em jogada de contra-ataque, Éder lançou para Danielzinho, que seguiu com liberdade até a área adversária, mas foi travado por Jackson no momento do chute e desperdiçou a chance de anotar o segundo gol de seu time.

O intenso ritmo de jogo não foi mantido pelas equipes, que pouco fizeram até o árbitro paulista Rodrigo Braghetto encerrar a etapa inicial do confronto, aos quarenta e seis minutos.

Na volta do intervalo, aos três minutos, o lateral-direito Samuel Xavier subiu bem ao ataque, entrou na área do Guarani e chutou cruzado, exigindo boa defesa de Emerson. A resposta do Guarani ocorreu quatro minutos mais tarde, quando Schwenck cabeceou e quase empatou o placar no Anacleto Campanella.

Empolgada, a equipe comandada por Vadão continuou atacando o time adversário e, aos dezenove minutos, a pressão deu resultado. O meia Fumagalli, que estava afastado desde abril, quando sofreu lesão no tendão de Aquiles, entrou em campo e, em seu primeiro lance no jogo, converteu cobrança de pênalti sofrido por Ademir Sopa e igualou o marcador.

Nos minutos seguintes, o Guarani ainda tentou manter o ritmo intenso e virar o placar diante do São Caetano. Entretanto, a busca pelo segundo gol ficou mais difícil quando o atacante Rafael Oliveira deu um carrinho por trás em Samuel Xavier e foi expulso de campo, aos trinta e três minutos.

O clube de Campinas, mesmo com um jogador menos, encontrou forças para pressionar os adversários e conseguiu a virada aos trinta e nove minutos, quando Rodrigo Arroz aproveitou falta cobrada por Fumagalli pelo lado esquerdo e, com um leve desvio, balançou as redes do goleiro Luiz e deu números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA
SÃO CAETANO 1X2 GUARANI

Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP)
Data: 25 de agosto de 2012 (sábado)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Braghetto (SP)
Assistentes: Anderson Moraes Coelho e João Nobre Chaves (SP)
Cartões amarelos: Leandrão, Gabriel, Wágner (São Caetano), Schwenck, Rafael Oliveira, Ademir Sopa (Guarani)
Cartão vermelho: Rafael Oliveira (Guarani)
Gols: São Caetano: Éder, aos 18 minutos do primeiro tempo
Guarani: Fumagalli, aos 19 minutos do segundo tempo, e Rodrigo Arroz, aos 39 minutos do segundo tempo

SÃO CAETANO: Luiz; Samuel Xavier, Gabriel, Wágner e Diego Corrêa; Augusto Recife, Moradei, Éder e Pedro Carmona (Geovane); Danielzinho (Vandinho) e Leandrão (Somália)
Técnico: Sérgio Guedes

GUARANI: Emerson; Oziel, Fernando, Rodrigo Arroz e Alex Barros; Jackson (Fumagalli), Ademir Sopa, Fábio Bahia e Danilo Sacramento; Rafinha e Schwenck (Wilian Favoni)
Técnico: Osvaldo Alvarez

Leia tudo sobre: futebolsão caetanoguaranisérie b 2012

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG