Como jogador, ele defendeu as cores do Fluminense e da Portuguesa. Félix morreu nesta sexta-feira em decorrência a um efisema e a diversas paradas cardiorrespiratórias

Félix morreu nesta sexta-feira em São Paulo
Gazeta Press
Félix morreu nesta sexta-feira em São Paulo

O goleiro Félix, tricampeão mundial com a seleção brasileira na Copa do Mundo do México, em 1970, morreu na manhã desta sexta-feira, na capital paulista, no Hospital Vitória. De acordo com um boletim médico divulgado, Félix estava internado desde o dia 18 de agosto por conta de uma doença pulmonar obstrutiva crônica agravada por pneumonia, que ocasionou diversas paradas cardiorrespiratórias e, consequentemente, o óbito. Ele tinha 74 anos de idade. O enterro será nesta sábado, no Cemitério do Araçá, às 9h30.

E MAIS:  Jogadores do Flu fazem oração por morte de membro da comissão técnica

O ex-jogador começou a carreira nas categorias de base do Nacional e chegou ao Juventus da Mooca em 1951, onde permaneceu até 1955, quando foi contratado pela Portuguesa . Félix ainda passou pelo Fluminense entre 1968 e 1976, ano em que encerrou a carreira.


NOTA OFICIAL: Ministro do Esporte lamenta morte do goleiro Félix

Além do tricampeonato com a seleção brasileira no Mundial de 70, o arqueiro conquistou cinco estaduais do Rio de Janeiro pelo Flu - 1969, 71, 73, 75 e 76 -, a Taça de Prata de 1970, também pela equipe carioca, e o bicampeonato da Copa Rio Branco, em 1967/68 defendendo o time do Brasil.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Depois que pendurou as luvas, Félix foi treinador de goleiros da base do Flu, comandou a equipe do Avaí em 2007 e, no mesmo ano, assumiu o cargo de diretor-técnico da Inter de Limeira, que disputou a Série A2 do Paulista. Reveja grandes defesas de Félix :


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.